Programa de habitação deve ser retomado em janeiro

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação da prefeitura de Brusque deve retomar em janeiro a construção de casas populares dentro do programa habitacional do município. Resta a confirmação do quanto será liberado em recurso financeiro por parte do governo federal e do local em que as residências serão erguidas.

O secretário Deivis da Silva afirma que o pedido já está em Brasília e esta será mais uma etapa do programa a ser executada. “Na Batêas serão em torno de 12 casas geminadas. Na Bohemia, em torno de 15 geminadas. Ou seja, dependendo do recurso que for liberado, podemos dar um lançamento nessas regiões para começarmos e já entregarmos”, frisou em relação aos imóveis estarem prontos ainda em 2020.

Outra região a ser contemplada é o Bairro Santa Rita. De acordo com Deivis, nesta área serão construídos prédios de quatro pavimentos, totalizando 21 apartamentos.

Regularização fundiária

As família que aguardam para regularizar a situação de imóveis no município de Brusque devem ficar atentas aos prazos para entrega de documentos à Prefeitura. Quem tem ou reside em terreno e não tem a posse definitiva (escritura pública) precisa providenciar a execução o processo, com base em uma leis federal que permite à regularização destes casos.

“Ele está em fase de licitação. Empresas que têm o credenciamento para a realização do Reurb vai se escrever. Elas  atingindo todos os requisitos poderão se inscrever e buscar as pessoas que precisa da regularização”, destaca Deivis.

Há em torno de dois mil imóveis que ser regularizados em Brusque. O programa estipula dois modelos para atender a famílias e baixa e média rendas financeiras. O primeiro contempla quem ganha até três salários mínimos, enquanto o segundo será para quem possui renda superior a três salários mínimos.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões