Ação de combate à evasão escolar em Brusque está em andamento

A Secretaria Municipal da Educação da Prefeitura de Brusque deu início a um amplo projeto voltado a atacar a evasão escolar na cidade. Batizado de Busca Ativa, dentro do Escola Para Todos, ele vai envolver, ainda, os setores de Saúde e Assistência Social. O alvo são crianças e adolescentes que nunca forma matriculados ou que deixaram a escola.

Trata-se de um processo nacional, segundo a secretária da Educação, Eliani Aparecida Busnardo Buemo. A ação é fruto de parceria feita entre o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e conselhos de educação.

Nessa parceria, o Unicefe oferece a metodologia e uma plataforma digital para encontrar possíveis crianças e adolescentes na faixa de 4 a 17 anos que estejam fora da escola. São 15 estados brasileiros e vários municípios que já aderiram junto ao Unicefe o uso da plataforma.

 No caso de Brusque, o setor de educação vai utilizar uma plataforma própria, já existente no processo interno de gerenciamento.

“Temos um sistema acadêmico interno na SEME, que nos dá muitas possibilidades. Reuni a equipe e propus que fizéssemos a gestão dessas informações através do sistema acadêmico. Estamos sendo pioneiros. À luz do que o Unicefe propõe, nós criamos nosso projeto, chamado Todas as Crianças na Escola”, destaca Eliani.

A iniciativa e inspiração para se executar a ação em Brusque surgiram depois de um evento no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A cidade de Brusque foi apontada como referência em termos de metodologia do plano municipal de educação.

A ação vai identificar as crianças e adolescentes para todas as áreas da educação, não apenas da rede pública municipal. É um projeto de município e não de governo, afirma Eliani.

“Vamos identificar os que estão fora da escola e quais são os motivos. Por isso, buscamos parceiros como a Secretaria de Saúde, por meio dos agentes de saúde. Eles serão os nosso recenseadores, de certa forma”, destaca ela, afirmando, ainda, que a Secretaria de Assistência Social e Habitação integra os trabalhos. Será desta última o papel de identificar as causas de a criança ou adolescente estar fora da escola.

O Todas as Crianças na Escola, programa da pasta de Educação brusquense, visa garantir os direitos das crianças e adolescentes na educação.

Em relação à evasão escolar, a Secretaria Municipal da Educação de Brusque possui um programa chamado Apoia. “Dependendo do número de faltas da crianças, o sistema é acionado e vai se buscar informações para trazer a criança de volta”, explica a secretária sobre os mecanismos utilizados pela pasta para identificar o problema. O programa Bolsa Família, por exemplo, é um que está atrelado à frequência da criança. Se ela não aparece por um tempo, o pagamento é suspenso.

O Busca Ativa, como é chamada a ação, teve início na quarta-feira (23). O agente de saúde que identifica alguém nessa faixa etária fora da sala de aula comunica a Unidade Básica de Saúde (UBS). Uma pessoa responsável insere os dados no sistema, do qual todos têm acesso via plataforma digital para inserir as informações no local.

“Todos os envolvidos acabam tendo as informações. A partir dali, cada ator faz o que tem que ser feito”, frisa ela.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões