Intercambistas alemães passam o dia em Guabiruba e conhecem a cidade

Uma comitiva de 14 alemães formada por 12 estudantes e dois professores visitou na manhã de hoje a Prefeitura de Guabiruba e permanece na cidade por todo o dia. Eles fazem parte do grupo que participa do Intercâmbio Cultural Brasil Alemanha 2019.

Em julho, um grupo de estudantes guabirubenses foi para a Alemanha em uma viagem de 10 dias. Lá, ficaram hospedados em casas de famílias alemãs e agora é o momento das famílias daqui acolherem os estudantes estrangeiros.

Depois da recepção no Salão Nobre da Prefeitura, e na companhia de professores e estudantes de Brusque e Guabiruba, o grupo seguiu para um passeio para conhecer os atrativos turísticos da cidade.

A assessora cultural Bianca Lemos, da Fundação Cultural de Guabiruba, é a guia da comitiva durante todo o dia de hoje. Antes de saírem para o passeio, ela explicou a todos, em inglês, sobre as características do município, contou um pouco da história da cidade e do seu contexto na região.

O prefeito Matias Kohler participou da recepção e conversou com os estudantes na língua deles: o alemão. Mas não sem explicar que o dialeto que se preserva em Guabiruba é na verdade um patrimônio histórico. “Talvez algumas expressões que a gente use soe estranho a vocês. O que acontece é que aqui nós preservamos uma língua que foi trazida há 160 anos e permaneceu intacta, isolada, sem a evolução que ocorreu na Alemanha”, disse. O vice-prefeito Valmir Zirke desejou uma boa estadia aos jovens e disse que o objetivo é que todos se sintam em casa enquanto estiverem em Guabiruba.

Um dos alemães que visita a cidade é Nils Schumacher, de 17 anos. Ele destaca a identificação que encontrou em Guabiruba com a sua cultura natal. “Gostamos muito das pessoas daqui, todos são muito amigáveis e receptivos com a gente. Guabiruba é muito legal, a gente vê muito da cultura alemã”, afirmou.

Segundo Matias Kohler, o intercâmbio tem um caráter mais social. “Percebemos que os vínculos com os antepassados dos guabirubenses estavam se perdendo, então tivemos a ideia do intercâmbio para que ele se mantenha de alguma forma. “É bastante comum que esse contato inicialmente apenas social gere frutos e abra oportunidades. Muitas vezes os estudantes voltam para o Brasil ou para a Alemanha para fazer estágios ou criam contatos mais sólidos”, completa o prefeito.

Estagiárias na Prefeitura de Guabiruba

É o caso de Alena Erdel, que participou de um intercâmbio para Brusque em edições anteriores e agora, na faculdade, optou por fazer seu estágio na Prefeitura de Guabiruba. Ela e Isabel Eberle permanecem na cidade por aproximadamente dois meses. Ambas cursam Administração Pública na Alemanha e estão aqui para conhecer como funciona a administração pública de Guabiruba, cidade coirmã de Karlsdorf-Neuthard, de onde elas vieram.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Criança fica ferida em acidente de trânsito

Por volta das 9h10 desta quarta-feira (18) foi registrado um acidente no cruzamento da ruas Gustavo Halfpap e Luiz Delfino na descida, pouco antes do acesso à Avenida Primeiro de Maio no Cento II A colisão foi entre um Ford Ka com placas de Itajaí e um Fiat Doblô de Brusque. Uma criança estava no veículo acabou sofrendo um corte leve na cabeça e foi levada ao Hospital Azambuja para cuidados médicos.
Continuar lendo...

Justiça confirma pena para mulher que oferecia os serviços sexuais da irmã de 15 anos

Uma mulher que oferecia os serviços sexuais da própria irmã menor, de quem era tutora, teve sua condenação mantida em julgamento de apelação ocorrido nesta semana pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Em comarca do sul do Estado, ela respondeu por crime contra a liberdade sexual e foi enquadrada por favorecimento de prostituição qualificada por ser irmã e tutora da vítima,...
Continuar lendo...

Secretário afirma que morte de paciente com Covid-19 foi provocada por aneurisma

O secretário de Saúde da Prefeitura de Brusque, Humberto Martins Fornari, se manifestou sobre a morte da paciente de 48 anos diagnosticada com Covid-19. Ele disse que não é possível confirmar se a causa do falecimento foi o vírus, mas que como ela testou positivo para a doença é necessário que entre na estatística. Segundo Fornari, a paciente deu entrada no hospital não por sintomas Covid-19, mas com um derrame...
Continuar lendo...