Resultado confirma recuperação do time, diz Jersinho

O Brusque Futebol Clube venceu de maneira convicente neste domingo (13) a equipe do Avaí, no Estádio Augusto Bauer, pela Copa Santa Catarina. Palavras do técnico Jersinho, aliviado após o time conseguir a recuperação após deixar escapar os três pontos em Joinville na última quarta-feira (10), contra o Fluminense.

Para Jersinho, o resultado diante da equipe da capital foi muito importante. Não apenas porque colocou o Brusque no G4, mas por dar confiança à equipe novamente diante de uma sequência de jogos difíceis que virá.

“Quarta-feira tem mais um desafio, no qual temos que procurar um bom resultado para ficarmos mais tranquilo nessa classificação”, frisou ele. O confronto de quarta-feira será contra o Figueirense, às 20h10, novamente em casa.

O treinador vai avaliar nos próximos dias a situação de quatro dos atletas que saíram durante o jogo deste domingo e preocupam na sequência do campeonato: Fiu, Ruan, Bambam e Cleyton podem desfalcar o time por conta de lesões.

“Vamos conversar com o departamento médico. Temos que acreditar no elenco, que tem jogadores esperando oportunidades”, disse ele, citando possíveis substitutos, como Gama, Gustavo, Everton Alemão e Neguete.

Para ele, o time teve chance de matar a partida no segundo tempo deste domingo. Porém, o time não tem conseguido trabalhar forte a finalização por conta da sequência de jogos. O grupo tem criado muito, na visão dele, e a prova disso foi o resultado este domingo. Confiança e fator psicológico têm sido fundamentais, destaca Jersinho.

“Vi um crescimento muito grande da nossa equipe, principalmente em jogadas de criação. Vamos passar confiança para os atletas. Viemos trabalhando há tempo com esse grupo”, pontua ele, reforçando o apoio que tem recebido da torcida, imprensa e todos ao redor.

No cargo há pouco tempo, o treinador comemora fase de bons resultados. Foram quatro jogos, três vitorias e um empate. De doze pontos disputados, o time conquistou dez. Um dos motivos para esse retrospecto, acredita ele, é o equilíbrio entre o individual e o coletivo da equipe em cada partida.

“Naquelas partidas de maus resultados, o individual faltou um pouquinho. Graças a Deus, tanto o lado individual quanto o coletivo estão bem e isso é importante para o time”, disse ele, destacando que já nesta segunda-feira (14), a comissão técnica vai focar no confronto diante do Figueirense na próxima quarta-feira.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões