Em breve, Brusque terá serviço de aluguel de patinetes

Dentro de aproximadamente duas semanas Brusque terá à disposição dos moradores e visitantes o serviço de aluguel de patinetes. A notícia foi recebida na tarde de segunda-feira (23), pelo prefeito Jonas Paegle e pelo vice-prefeito Ari Vequi, durante reunião com o sócio da empresa que oferecerá o veículo, Douglas Xavier. O serviço já é oferecido em Balneário Camboriú (SC).

Inicialmente, serão disponibilizadas 100 unidades. “Utilizamos um aplicativo semelhante ao Uber. O pagamento é feito com cartão de crédito, por minuto de uso. Em Brusque, teremos um Plano Corporativo com incentivo financeiro”, explica Xavier.  

De acordo com ele, a maior utilização deste meio de transporte tem sido um pedido recorrente em fóruns de mobilidade. “É uma virada de cultura. Temos estatísticas que demonstram diminuição da venda e quantidade de carros nas ruas”, ressalta.

O prefeito questionou a segurança dos usuários do serviço, visto que não há nenhum teste antes de pilotar um patinete. Xavier explica que a utilização é limitada a maiores de 18 anos e que o fato de precisar baixar o aplicativo e utilizar o serviço já indica tratar-se de pessoas esclarecidas.

“A velocidade também é limitada a 20 km por hora. Em Balneário Camboriú não tivemos nenhum incidente”, frisa Xavier.

Vequi comentou sobre as dificuldades de acesso em alguns pontos da Beira Rio Margem Direita, como a passarela que leva ao Terminal Urbano.

“Mapeamos diversas rotas, principalmente em locais que já contam com ciclofaixa. Outro facilitador é que o usuário poderá deixar o patinete em qualquer ponto da cidade após o uso”, esclarece o empreendedor.

O prefeito e o vice parabenizaram a empresa pela iniciativa no município e desejaram sucesso no novo empreendimento.

Secretaria de Trânsito

Os sócios da empresa também estão em contato com o secretário de Trânsito e Mobilidade, Renato Bianchi. “Eles nos procuraram para verificar se existia uma regulamentação desta categoria, mas não temos nada específico sobre essa modalidade de transporte. Eles também nos passaram algumas rotas para verificarmos a possibilidade de fazermos uma sinalização de ciclo. Não definimos nada ainda, mas o objetivo é tornar esse meio de transporte o mais seguro possível para os usuários da nossa cidade”, ressalta.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões