Denúncias atacam venda de cucas em escolas

Denúncias de que escolas municipais estariam comercializando produtos alimentícios, que é proibido, causaram indignação ao vereador Marcos Deichmann (Patriotas) na sessão da última terça-feira (10). Para ele, quem faz esse tipo de ação prejudica os próprios estudantes, pois os recursos são adquiridos, em sua maioria, através de ações das APPs (Associações de Pais e professores).

Deichmann apresentou números de um levantamento feito por ele nas três unidades em que preside justamente as APPs. Uma delas é a Escola de Ensino Fundamental Paquetá. Os números dizem respeito à arrecadação feita entre o anos de 2017 e 2019, que totalizam mais de R$ 100 mil.

Em 2017, foram R$ 50 mil de arrecadação, sendo investidos cerca R$ 37 mil. Assim, sobraram R$ 13 mil para o ano seguinte.

Já em 2018, foram R$ 47 mil, aproximadamente, arrecadados, com cerca de R$ 57 mil em gastos.

Até setembro deste ano, a arrecadação foi de R$ 19 mil e gastou-se em torno de R$ 21 mil.

Ele disse que as vezes as escola não conseguem ser atendidas pelo setor de educação e o trabalhos das APPs auxiliam em serviços básicos.

“Quebra vaso sanitário, carteira, queima lambada. Isso tudo a APP tem como investir e imediatamente ter esse recurso em caixa”, disse na tribuna.

Uma das denúncias feitas, segundo ele, é quanto à venda de cucas. A arrecadação com a venda deste item ocorre naquela unidade escolar 2013 e auxilia muito no caixa da APP. O valor representa cerca de 50% da arrecadação.

“Se não fizermos isso, se não temos a APP para poder ajudar, vai acabar sucateando mais ainda e, aí, como ficam nossa crianças?”, questionou, lembrando que a cuca não é servida para as crianças e, sim, vendida para o público externo.

Jean Pirola (PP) disse que, muitas vezes, a própria APP realiza serviços de manutenção nas escolas, como roçadas, pinturas entre outros serviços.

“Essas denúncias os denigrem a imagem da escola na comunidade e infelizmente quem paga o pato soa os alunos”, disse.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Vídeo flagra torneira aberta em via pública

Cidadão que caminhava pelo Centro de Brusque nesta terça-feira (16) flagrou uma situação um tanto quanto curiosa. Alguém abriu a torneira anexada na parede de um estabelecimento comercial e deixou a água jorrar por vários minutos em um balde. A situação contrasta com o momento em que o Samae recebe inúmeras críticas justamente pela falta de água em várias regiões da cidade. No caso flagrado pelo...
Continuar lendo...

Últimos dias para se inscrever para o concurso da Realeza da Fenarreco

Encerra na próxima sexta-feira (20) o prazo de inscrições para o concurso que elegerá a realeza da 35ª Fenarreco. Para se inscrever é necessário ter entre 18 e 25 anos de idade. As interessadas devem acessar o site da Prefeitura de Brusque, no menu Editais, e fazer download da ficha de inscrição. Toda documentação, além de uma fotografia recente e um breve histórico da candidata, deve ser entregue na...
Continuar lendo...

Brusque apenas empata no confronto com o Barroso

O Brusque FC entrou em campo na tarde deste domingo (15) no estádio Augusto Bauer para enfrentar o Almirante Barroso pela terceira rodada da Copa Santa Catarina. Com algumas mudanças no time titular, desde o sistema defensivo, onde o zagueiro Neguetti começou como titular, teve a volta de Fio e a presença de Zé Mateus pelo meio. O técnico Evandro buscou dar mais ofensividade ao time brusquense, mas o time brusquense amargou o terceiro empate na...
Continuar lendo...