TJ nega liberdade a homem que matou motorista após briga de trânsito

A 2a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em matéria sob a relatoria do desembargador Sérgio Rizelo, decidiu terça-feira (3/9) negar o pedido de liberdade a homem que participou do assassinato de um motorista, após a briga de trânsito em estacionamento de um supermercado, em Itajaí. O crime de homicídio qualificado, pelo motivo torpe e impossibilidade de defesa, aconteceu após a colisão do veículo da vítima na motocicleta de um dos denunciados. O homem, que é um dos cinco acusados de participação do homicídio, impetrou Habeas Corpus com o argumento de que a prisão preventiva não foi suficientemente fundamentada e requereu a liberdade mediante a imposição de medidas cautelares.

Segundo o Ministério Público, em junho de 2018, por volta das 6h30min, a vítima manobrava o seu veículo quando colidiu com uma moto. Assim, a vítima e o motociclista entraram em vias de fato. Após o ocorrido, o motociclista pediu o auxílio de mais três amigos e de uma amiga para acertar as contas com o motorista. Quatro deles estavam armados com facas e foram procurar pela vítima em três diferentes veículos.

Quando avistaram a vítima caminhando, o motociclista, que agora conduzia um veículo Palio, invadiu a calçada e atropelou o motorista. Mesmo com a vítima ferida e sem esboçar qualquer sinal de defesa, os três homens que estavam com as facas, sendo um deles o impetrante do HC, mataram o motorista com golpes no rosto, tórax, coxas e costas. A mulher e o outro homem deram cobertura aos supostos autores do homicídio.

O magistrado da 1a Vara Criminal de Itajaí fundamentou a prisão preventiva dos denunciados, porque "(...) permitir que os representados permaneçam soltos acarretaria a falsa noção da impunidade e serviria de estímulo para idêntica conduta, fazendo avançar a intranquilidade que crimes como o dessa natureza vêm gerando na sociedade como um todo, motivo pelo qual é inevitável a conclusão sobre a necessidade da custódia deles para acautelar a ordem pública, o meio social, garantir a correta instrução processual e aplicação da lei penal, pois não há evidências de que se soltos permanecerem, não voltarão a delinquir, ameaçar testemunhas e destruir provas (...)".

Por unanimidade, os desembargadores negaram o pleito do HC. "Como se vê, não foi com base na gravidade abstrata do delito cuja prática é atribuída ao paciente que sua custódia preventiva foi determinada, e sim em razão de circunstâncias do caso concreto que, ao olhar da autoridade impetrada, revelam maior risco de abalo à ordem pública com sua soltura", disse em seu voto o relator. A sessão foi presidida pelo desembargador Norival Acácio Engel e dela também participou a desembargadora Salete Silva Sommariva.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Impostos, telefone, luz, financiamentos: como ficam?

A pandemia do Coronavírus e o isolamento social que provocou a paralisação de várias atividades pelo país causou preocupação com o pagamento de valores destinados ao próprio governo. Os tributos, por exemplo. A seguir, apresentamos uma relação dos principais que afetam tanto empresas quanto empregados e quais as medidas tomadas sobre os vencimentos dos mesmos. Confira as principais medidas temporárias para aliviar o...
Continuar lendo...

Rádio Cidade transmitirá celebração da Igreja Matriz São Luiz Gonzaga às 15h

Vivemos um momento diferente. Mas não podemos deixar a nossa fé de lado. O decreto do Governo do Estado de enfrentamento do Coronavírus não permite aglomerações, nem mesmo em cultos e missa. Então a Rádio Cidade em parceria igrejas irá transmitir esses momentos religiosos. Na tarde desta sexta-feira (10) será feita a transmissão da missa da Igreja Matriz São Luiz Gonzaga a partir das 15 horas. Acompanhe no AM 850 e também pelo link de áudio da Rádio Cidade    
Continuar lendo...

Definição sobre restrições só deve sair semana que vem

Em uma nova Assembleia com os prefeitos da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (AMMVI), realizada por videoconferência na tarde desta sexta-feira (3), foram apresentadas medidas regionais de combate ao coronavírus. A tendência é que cada cidade crie seus próprios decretos, respeitando suas peculiaridades.  Segundo o prefeito de Brusque, Jonas Oscar Paegle, na segunda-feira (6) haverá uma...
Continuar lendo...