Além de atendimento de urgências, SAMU inicia ações educativas na comunidade

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) está intensificando ações de cunho educativo e preventivo em Brusque, com visitas as escolas, além de palestras com noções básicas sobre primeiros socorros. Nas últimas semanas, três atividades foram realizadas envolvendo professores, alunos de Centros de Educação Infantil (CEI) e também grupo de gestantes. 

No mês de julho, durante o ciclo de formação continuada de professores, os socorristas estiveram presentes durante dois dias, repassando orientações para profissionais da educação, esclarecendo dúvidas e ainda apresentando noções básicas sobre febre, sangramentos, convulsões e outras ocorrências comum em escolas. Na oportunidade, mais de 450 professores participaram das oficinas.

Outra ação do SAMU foi no CEI Elsa Bodenmüller de Marchi II, no bairro Águas Claras. Os alunos acompanharam palestras preventivas e ainda conheceram a ambulância e os equipamentos utilizados nos serviços de atendimento aos pacientes. “Vale destacar que as crianças ficam muito empolgadas e envolvidas com assuntos relacionamentos ao salvamento, e neste dia, elas puderam ver de perto como opera o SAMU”, explica a enfermeira responsável pelo órgão, Aline Fagundes da Cunha. 

Visando também preparar futuras mães e pais, um encontro com o grupo de gestantes na Unidade Básica de Saúde do bairro Limeira, abordou temas relacionados a prevenção e os primeiros cuidados com acidentes envolvendo crianças. Ações como estas, espera-se não formar socorristas, mas, preparar as pessoas para lidar com alguma ocorrência até a chegada das equipes especializadas. 

As escolas e entidades que queiram contar com palestras do SAMU, podem contatar o órgão pelo e-mail: samu@smsbrusque.sc.gov.br

Ocorrências

A guarnição do SAMU de Brusque, que abrange também os municípios de Botuverá e Guabiruba, vem batendo recorde de atendimento a cada mês. No último quadrimestre fica evidente o crescimento. Abril registrou 277 ocorrências, maio com 294 atendimentos, junho foram 301 casos e julho 314 acionamentos. Segundo a enfermeira, o aumento se dá pelo fato da comunidade começar a conhecer o serviço, saber de sua função e confiar no atendimento. “Acreditamos que no mês de agosto, tenhamos novamente uma superação em relação ao mês anterior, e esperamos cada vez mais, atender nossa comunidade de forma mais satisfatória possível”, comenta Aline Fagundes da Cunha.

Vale frisar que ao ligar para o telefone 192, telefone de emergência do SAMU em todo o Brasil, a ligação cai na central de triagem regional, que fica em Blumenau. De lá  despachada a equipe mais próxima para atender a ocorrência.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões