Inaugurada a Praça Imigrantes da Polônia

A Prefeitura de Brusque, em parceria com a Fundação José Walendowsky, inaugurou neste sábado (24), no Jardim Maluche, a praça Imigrantes da Polônia. Na ocasião, também foram inauguradas as esculturas o "Semeador" e "O Batismo" que retratam um pouco da história e cultura dos imigrantes poloneses.

O evento faz parte da comemoração dos 150 anos da imigração polonesa no Brasil (1869/2019) e envolveu diversas autoridades, entre elas o prefeito e vice de Brusque, Jonas Paegle e Ari Vequi, respectivamente, além do presidente da Braspol nacional, Rizio Wachwovicz, e dos presidentes da Fundação José Walendowsky, João Paulo Walendowsky, e o de honra, Ivan Walendowsky.

O prefeito de Brusque ressalta que trata-se de uma área de 8 mil metros quadrados que representa um ponto importantíssimo da história de Brusque. "Por isso merece esse marco, porque só estamos aqui porque pessoas como os poloneses, alemães e italianos, que vieram num momento difícil e de sacrifícios, construíram a nossa história" ressalta.

Para Ari Vequi, vice-prefeito de Brusque, o espaço valoriza a presença dos poloneses na cidade. "Que todos os poloneses e imigrantes que vierem ao Brasil e a este local possam se sentir em casa. É uma forma de Brusque acolher e reconhecer a importância da colonização polonesa em nossa cidade".

O presidente da Braspol nacional, Rizio Wachwovicz, diz que se sente privilegiado de estar na cidade num momento festivo como esse. "Posso dizer que sou um predestinado de estar aqui, hoje, congratulando com todos, as lembranças de uma imigração polonesa, num momento trágico, em que nossos ancestrais vieram em busca de pão e liberdade", ressalta.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões