Zé Mateus projeta duelo equilibrado na final da Série D

As disputas de cobrança de pênaltis parecem ficção. Um momento cinematográfico, um instante eterno, carregado de tensão entre dois rivais, e inevitavelmente haverá um derrotado. Enquanto o goleiro tenta o milagre, o batedor põe o pescoço em risco. 

Nove meses após cobrar o pênalti decisivo que deu ao Brusque o tetra campeonato da Copa Santa Catarina, coube a Zé Mateus novamente a tarefa de perfurar as redes rivais em busca da glória em uma decisão por pênaltis.

O mestre da marca do cal diz que o segredo são os treinamentos e o foco. "Estamos tranquilos, treinamos bastante pra colher esses frutos que estamos colhendo. Temos que manter a cabeça boa pra fazer uma grande final", afirma.

O volante projeta um duelo equilibrado com o Manaus. "Nós que estamos no meio da bola, pesquisamos sobre os outros clubes, e o Manaus é uma equipe qualificada, mas vamos trabalhar pra podermos fazer um grande jogo aqui e levar uma vantagem pra lá", projeta.

Um dos grandes trunfos do Bruscão na Série D foi o estádio Augusto Bauer. Jogando na condição de local, o clube venceu todos os jogos na competição. Zé Mateus acredita que o fator casa vem ajudando o Brusque pela força da torcida. "Somos fortes em casa porque o nosso torcedor nos apoia muito, até antes do início do jogo, eles nos deixam tranquilos para fazer nosso melhor, é muito bom poder contar com essa confiança da torcida", enaltece.

Brusque e Manaus começam a decidir a Série D no domingo, 11, às 16h no estádio Augusto Bauer. Os ingressos para a final começam a ser vendidos amanhã, 7, em frente ao estádio Augusto Bauer.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões