STJ concede liberdade ao motorista do Jaguar, Evanio Prestini

Evanio Prestini, o motorista do veículo Jaguar que causou um grave acidente na BR-470, em Gaspar, que resultou na morte de duas jovens, deixará o Presídio Regional de Blumenau. Por volta das 19h desta sexta-feira (26), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu sua liberdade, após pedido de habeas corpus impetrado pela defesa. No início do mês, a justiça da Comarca de Gaspar decidiu que o motorista irá a júri popular.  

O caso

O acidente aconteceu na manhã de 23 de fevereiro deste ano, na BR-470, próximo ao acesso ao bairro Belchior Baixo, em Gaspar. O caso ganhou grande repercussão pelas mortes das jovens Suelen Hedler da Silveira, de 21 anos, e Amanda Grabner Zimmermann, de 18 anos, pela embriaguez de Evânio e por um vídeo que circulou nas redes sociais logo após o acidente. De acordo com o inquérito policial, Evânio dirigia o seu Jaguar embriagado (o teste do bafômetro acusou 0,72mg de álcool por litro de ar) quando perdeu o controle da direção e bateu no veículo Fiat Pálio que vinha em sentido contrário.

Além de Amanda e Suelen, outras três jovens estavam no pálio. Maria Eduarda Kramer, de 24 anos, ficou ferida e passou por várias cirurgias no Hospital Santo Antônio e ainda hoje se recupera. As outras duas ocupantes do Pálio, Thainara Schwartz, de 21 anos, a motorista, e Thayná Carolina Círiaco, de 20 anos, também foram encaminhadas para o hospital, mas liberadas ainda no dia do acidente.

A defesa de Evanio já havia tentado outros habeas corpus no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), porém, foi negado todos eles. Evanio estava preso preventivamente no Presídio Regional de Blumenau desde o dia 24 de fevereiro.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões