Mulheres que zombaram da PM e da Justiça são presas por furto

Por volta das 20h30 desta quarta-feira (24) o Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) recebeu uma ligação para averiguação nas proximidades do Posto São Lucas, pois, segundo o solicitante havia um veículo Citroën C3 em atitude suspeita. A guarnição de imediato deslocou-se até o local e logrou êxito em abordar o referido veículo com um homem e três mulheres no interior do automóvel. 

Na revista, foram encontradas dentro do veículo várias peças de roupas distribuídas em várias sacolas, além de várias ferramentas e objetos (parafusadeira, cafeteira, liquidificador, alimentos e calçado) na posse dos abordados. 

Questionados sobre os produtos, não souberam informar a

procedência. Como os objetos possuíam etiquetas de uma loja de departamento da cidade, as guarnições começaram a realizar diligências e lograram êxito em identificar por meio da equipe da loja, que os objetos faziam parte da loja e que não passaram pelos caixas. Os produtos foram avaliados em R$ 9.737,50.

Vale salientar que o estabelecimento possui câmeras de monitoramento que flagraram toda ação criminosa. Importante salientar que as mulheres a todo tempo “zombaram” da guarnição PM e do poder Judiciário, já que, afirmaram que o trabalho do policial não serve de nada e que logo seriam liberadas pelo sistema.

As mulheres negaram que o homem participou do crime, no entanto, afirmaram que a guarnição não conseguiria afirmar que foram elas que cometeram o crime.  Ressalte-se também que devido a quantidade de objetos furtados não foi possível identificá-los individualmente. As mulheres não informaram o local aos quais residem. Apenas disseram que moram na cidade de Florianópolis.

Diante dos fatos, da autoria e materialidade do crime praticado a guarnição conduziu todos os envolvidos para a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais cabíveis onde foram autuados pelo delegado de plantão.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões