Acusado de latrocínio do cabo Everaldo é condenado

A Justiça, através do Dr. Edemar Leopoldo Schlösser, Juiz da Vara Criminal, divulgou nesta sexta-feira (19) o resultado do julgamento de mais um envolvido no latrocínio em que foi vítima o cabo Everaldo, em Guabiruba. Desta vez o condenado é Rafael Fantoni, que segundo a Polícia Civil apurou, foi  quem conduziu um dos veículos no momento da fuga, após o roubo do malote e a execução do policial militar que fazia o acompanhamento do malote de um supermercado e que seria depositado numa instituição bancária.

Rafael estava foragido quando outros integrantes foram condenados, em abril de 2018. Com sua prisão posteriormente, o processo andou e agora ele foi condenado a 23 anos e 4 meses de prisão, inicialmente em regime fechado, não sendo concedido a ele o direito de recorrer em liberdade, retornando para a UPA (Unidade Prisional Avançada) de Brusque, para o cumprimento da pena.

O cabo Everaldo Soares de Campos foi morto no dia 11 de setembro de 2017. Ele transportava o malote com os valores do referido mercado1 à agência bancária Sicoob, situada na Rua Vereador Erico Truppel, n. 142, Centro, na cidade de Guabiruba, e ao chegar em seu destino, foi surpreendido pelos criminosos armados que já o espreitavam sem que ele soubesse.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões