TJ nega liberdade a homem que mordeu companheira para confirmar sua morte

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em matéria sob a relatoria da desembargadora Hildemar Meneguzzi de Carvalho, negou habeas corpus a um homem que tentou matar a esposa com nove golpes de facão em município da comarca de Xaxim, no oeste do Estado.

Após desferir as facadas e ver a mulher prostrada sobre sua cama, o acusado, na intenção de confirmar a morte da companheira, mordeu o ombro da vítima e, sem reação dela, fugiu da própria casa. A mulher, segundo contou em depoimento mais tarde, precisou fingir-se de morta para sobreviver às agressões, que foram presenciadas pelos dois filhos menores de idade. O homem está preso desde 16 de maio.

Morador de pequena comunidade de um município com cerca de 4 mil habitantes, o casal resolveu ir a um baile. Durante a festa, no dia 12 de maio deste ano, um rapaz teria trocado olhares com a vítima e isso deu início a uma discussão. Segundo a denúncia do Ministério Público, oferecida no dia 28 de junho, quando chegou em casa o homem agrediu a companheira com tapas e socos, mas foi impedido de continuar a violência pela irmã da vítima.

Minutos depois, quando a mulher estava na cama com as duas filhas, o agressor, armado de um facão, desferiu nove golpes contra seu rosto. Ele só parou de golpear porque pensou ter matado a mulher. O agressor impetrou habeas corpus sob o argumento de excesso de prazo da prisão. Também alegou possuir emprego e residência fixa, além de ser primário.

"A prisão é indispensável para a garantia da ordem pública, considerando a extrema crueldade do crime, que foi cometido (...) diante de testemunhas menores de idade, o que, de fato, gera grande abalo social. Também se mostra necessária para a conveniência da instrução criminal e para assegurar a aplicação da lei penal, tendo em vista que o representado, logo após o cometimento do delito, evadiu-se do local, demonstrando de forma cabal que, caso solto, poderá evadir-se do distrito da culpa, gerando medo e apreensão na vítima e nas testemunhas do caso", disse a relatora em seu voto.

A sessão foi presidida pelo desembargador Paulo Roberto Sartorato e dela também participou o desembargador Carlos Alberto Civinski. A decisão foi unânime. O processo corre em segredo de justiça.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens

Usuários da rede social Instagram no Brasil perceberam ontem (17) uma importante mudança. Entre os recursos da plataforma o número de “curtidas”, também conhecidas como “likes” que uma publicação recebe, não fica mais visível para todos os usuários. O tema foi um dos mais discutidos do dia em outra rede social, o Twitter, e esteve entre os mais buscados no Google. A...
Continuar lendo...

Hora de cumprir as promessas pelo acesso à Série C

Após a ressaca das comemorações do sonhado acesso à Série C do campeonato Brasileiro da Série C em 2020, os jogadores do Brusque se reapresentaram nesta quarta-feira (24) e além da euforia pela conquista e focados na disputa da semifinal veio uma surpresa: três jogadores do elenco se reapresentaram com visual diferente e literalmente a goleada contra o Juazeirense subiu pra cabeça, ou seja, eles pintaram os cabelos para pagar uma...
Continuar lendo...

Rodada dos Comunitários tem a segunda passada do bolão feminino e define classificados no futsal feminino e sênior

A noite de sexta-feira de Jogos Abertos Comunitários/Troféu Havan teve na programação a segunda passada do bolão bola 23 feminino, além de duelos importantes pelo futsal feminino e sênior. Pelo bolão, realizado na Sociedade Beneficente, com duas passadas quem lidera é a comunidade do Águas Claras, que tem 1272 pontos, contra 1262 do São Luiz, segundo colocado. Logo na sequência aparecem Centro, com 1260, e...
Continuar lendo...