Brusque perde o título da Recopa no Orlando Scarpelli

O Brusque FC, campeão da Copa Santa Catarina de 2018, enfrentou o Figueirense, Campeão Catarinense de 2018, na primeira edição da Recopa, na noite desta quinta-feira (4), no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Brusque iniciou a partida com seu time principal, desfalcado apenas de Fio, com Thiago Henrique começando como titular.

O primeiro tempo foi equilibrado, onde o Figueirense teve maior posse de bola, mas o Brusque foi mais efetivo e levou maior perigo ao gol do adversário. Em pelo menos três oportunidades o time comandado pelo técnico Waguinho Dias esteve perto de marcar, mas ou erraram a meta, ou o goleiro Denis defendeu. Os times demonstraram o desejo de vencer, mas o gol não saiu.

SEGUNDO TEMPO

Apesar do regulamento prever até cinco substituições, os dois times voltaram para a segunda etapa sem alterações. Com temperatura em queda, o Brusque começou com maior pressão sobre o adversário e logo no início da etapa o atacante Júnior Pirambu teve boa oportunidade de marcar, mas não conseguiu tirar o zero do placar.

O zagueiro Alemão teve a melhor chance de marcar para o Figueirense, de cabeça, mas a bola saiu à esquerda, assustando o goleiro Zé Carlos. Victor Guilherme, pouco depois, chutou de longa distância e a bola passou rente ao travessão, deixando clara sua disposição de buscar a vitória e o título. 

Aos 17’30, o Figueirense aproveitou uma falha de saída de bola do Brusque no meio campo e arrancou pela esquerda, cruzando a bola e encontrando Rafael Marques que marcou o primeiro gol do jogo, Figueirense 1 a 0. Em seguida o técnico Hemerson Maria mexeu no time e tirou Rafael Marques para a entrada de João Diogo. Juninho entrou no lugar de Felipe Matheus. 

O Brusque também sofreu alterações com o objetivo de reverter a vantagem do adversário. Leilson entrou no lugar de Thiago Henrique e Zé Mateus entrou no lugar de Gama. Aos 25’ o Brusque teve boa oportunidade através da cobrança de uma falta sofrida por Jefferson Renan, mas na cobrança a bola subiu demais e não levou perigo. 

No Figueirense entrou Andrigo para a saída de Willian Pop e saiu Betinho para a entrada de Juninho. No Brusque o atacante Viníciu entrou no lugar de Júnior Pirambu. No Figueirense, saiu Matheus Destro para a entrada de Júlio Rusch.

As alterações não surtiram efeito no Brusque e o Figueirense garantiu a vitória e o título da Recopa 2019. O Brusque volta a jogar na segunda-feira (8), no estádio Augusto Bauer, enfrentando o Boavista pela série D do Campeonato Brasileiro. 

 

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE  1 X 0 BRUSQUE

Figueirense / Denis; Victor Guilherme, Alemão, Ruan Renato e Matheus Destro (Júlio Rusch); Zé Antônio, Betinho (Julinho), Tony; Fellipe Mateus, Willian Pop (Andrigo) e Rafael Marques (João Diogo). Técnico: Hemerson Maria. 

Brusque / Zé Carlos; Edilson, Ianson, Magrão e Airton; Gama (Zé Matheus), Thiago Henrique (Leilson) e Romarinho; Jefferson Renan, Júnior Pirambú (Vinícius) e Thiago Alagoano. Técnico: Waguinho Dias.

Árbitro: Fernando Henrique de Medeiros Miranda, auxiliado por Johnny Barros de Oliveira e Bruno Muller.

Público pagante: 1.923

Renda: R$ 16.375,00

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões