Prefeito de Botuverá fala sobre lixo no Pedras Grandes

Há algumas semanas, moradores de Botuverá reclamaram de uma ação da Prefeitura daquela cidade em relação ao lixo recolhido. Um espaço localizado na região de Pedras Grandes, próximo ao Centro do município, começou a receber todo o que é recolhidos, o que causou indignação. O prefeito Nene Colombi afirma que a medida está relacionada ao descarte correto do lixo produzido e à economia para o destino final desse serviço.

Isso porque Botuverá faz parte de um consórcio da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi), que decidiu concentram no mesmo local o destino final de todo lixo que é produzido nas 14 cidades que integram a entidade. O espaço fica localizado na cidade de Timbó, no Alto Vale. O depósito aberto no Pedras Grandes, na verdade, é um ponto para que o material seja recolhido pela Ammvi e deslocado até Timbó.

“Nosso caminhão junta o lixo, prensa e tem que ir até Timbó para dar o destino final. Como nosso caminhão é pequeno, licitamos uma empresa e fizemos um local no Pedras Grandes, onde faremos um baldeamento do lixo e não descarte”, explica Nene.

Por mês, a população de Botuverá produz cerca de 80 toneladas de lixo. O custo para que todo esse material fosse levado até Timbó seria alto e é mais viável, financeiramente, para os cofres do município, que haja a concentração em um ponto específico para que o transporte feito pela Ammvi realize essa etapa final.

“Se houver algum problema, nós vamos retomar e ver outra possibilidade. Mas é uma logística que estamos fazendo para que Botuvera tenha, em seis ou oito meses, a destinação correta desse lixo”, pontua o prefeito.

Na semana passada, a cidade de Botuverá foi agraciada com reconhecimento nacional por ações voltadas ao meio ambiente. O reconhecimento foi da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma) e entregue ao botuveraense em Campinas por práticas de gestão ambiental.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Nomenclatura de rua gera divergência entre vereadores

Na sessão da Câmara de Vereadores de Guabiruba realizada na terça-feira (05) o projeto de lei, nº34/2019 que denomina nome de via pública causou divergência entre os vereadores. O vereador, Jaime Nuss, em entrevista à Rádio Cidade, destacou que gostaria que a rua recebesse o nome de alguém que tivesse ligação com o local, no sentindo de homenagear e reconhecer a importância dessa pessoa na...
Continuar lendo...

Defesa Civil e Escola Charlotte recebem veículos

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Brusque recebeu um novo veículo para ser utilizado no programa Educar para Prevenir e a Escola Charlotte para realizar o transporte dos alunos. A entrega oficial foi realizada pelo juiz Edemar Leopoldo Schlösser, na manhã de sexta-feira (9).  O automóvel Fiat Mobi da Defesa Civil, no valor de R$ 40.990,00, teve R$ 38.500,00 financiados pelo Poder Judiciário e R$ 2.490,00 pagos como contrapartida...
Continuar lendo...

Ansiedade e depressão lideram problemas de saúde mental

No Dia Mundial da Saúde Mental, anotado no calendário como sendo nesta quinta-feira (10), o entrevistado do programa Rádio Revista Cidade, da Rádio Cidade, foi no psicólogo Jones Dias. Ele falou sobre problemas que têm se tornado cada vez mais frequentes no cotidiano das pessoas e impactado diretamente na saúde da mente, como ansiedade, bipolaridade, depressão, entre outros. De acordo com Jones, o Brasil é o país mais...
Continuar lendo...