Aneel define bandeira amarela nas contas de energia de julho

A bandeira tarifária utilizada como referência nas contas de luz do mês de julho será a amarela. O anúncio foi feito ontem (28) em comunicado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com a medida, as cobranças terão um acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora consumidos.

O adicional retorna às contas após a autoridade reguladora ter definido bandeira verde em junho, situação em que não é cobrado acréscimo nas contas. No comunicado, a Aneel justificou a bandeira amarela pelo fato de julho ser um mês “típico da seca nas principais bacias hidrográficas do país”.

“A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios. Esse cenário requer o aumento da geração termelétrica, o que influenciou o aumento do preço da energia (PLD) e dos custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) em patamares condizentes com o da Bandeira Amarela”, justificou a agência.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias tem três cores, a verde, a amarela e a vermelha (nos patamares 1 e 2), que indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico e o preço da energia. Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

No dia 21 de maio, a Aneel aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. Com os novos valores, caso haja o acionamento da bandeira amarela, o acréscimo cobrado na conta passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. Já a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2, passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos. A bandeira verde não tem cobrança extra.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

STF concede habeas corpus a elemento de alta periculosidade

Em uma decisão tomada através do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal no último dia 09 de outubro, deixou parte da Segurança Pública em Santa Catarina surpresos, pois o prisioneiro que foi solto é Moacir Levi Correa, mais conhecido no mundo do crime como “Bi da Baixada” considerado pela polícia como sendo alguém de alta periculosidade. Dois advogados de São Paulo entraram no STF com uma...
Continuar lendo...

Prefeitura de Brusque adquire Sistema de Navegação Global por Satélite

A Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, investiu a quantia de R$ 168.930,00 em um moderno Sistema de Navegação Global por Satélite (GNSS). A empresa vencedora do processo licitatório, ParanáGeo, de Curitiba (PR), realizou a entrega do equipamento durante a tarde desta quarta-feira (31), no gabinete do prefeito Jonas Paegle. “É de última geração. O aparelho...
Continuar lendo...

Secretaria de Saúde de Brusque passa a contar com mais duas ambulâncias

Duas novas ambulâncias passam a incrementar a frota da Secretaria Municipal de Saúde de Brusque. Os veículos da marca Peugeot, modelo Partner ano 2019, foram adquiridos através de licitação do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Associação dos Municípios do Vale do Itajaí (AMMVI), com recursos de emenda parlamentar do deputado federal César Souza, direcionada a cidade de Brusque. O investimento é...
Continuar lendo...