DIC apura que vítima e autor programaram encontro sexual

O delegado titular da DIC (Divisão de Investigações Criminais), Alex Bonfim Reis, falou à imprensa na tarde desta quarta-feira (26) e confirmou que a vítima e o autor do latrocínio tentado, ocorrido no dia 18, mantiveram vários contatos através de conversas pelo celular no dia em que ocorreu o crime, na semana passada.

O delegado confirmou então parte da versão apresentada pelo autor do crime, um jovem de 22 anos de idade, contra a vítima, de 20 anos. “O que a gente pode constatar neste momento, nesta análise, foi de que o encontro entre autor e vítima, ele foi programado, ao longo do dia 18, nós obtivemos várias conversas entre eles em que combinam de se encontrar, inclusive para a prática de atos sexuais”, disse o delegado.

Todavia, segundo o delegado Alex Bonfim Reis, apenas a análise das informações obtidas dos aparelhos celulares, não confirmam se houve ou não a relação sexual e, se ocorreu, se ela foi consensual. O que já foi confirmado é que o autor assumiu a autoria do crime de latrocínio tentado, que segundo o titular da DIC já é um crime muito grave.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões