Solenidade de Corpus Christi reúne mais de mil fieis

Uma manhã de sol para comemorar a presença real de Jesus na Eucaristia. Mais de mil pessoas aproveitaram o feriado para participar da solenidade de Corpus Christi, celebrada nesta quinta-feira, 20 de junho, às 9h, na Igreja Matriz São Luís Gonzaga. A missa foi presidida pelo pároco, padre Diomar Romaniv, scj, e concelebrada por outros sacerdotes vinculados à paróquia.

“Jesus diz: ‘Este é o meu corpo, este é o cálice do meu sangue’. O que a Igreja recebeu dos apóstolos, ela continua transmitindo, ou seja, a presença viva de Jesus, presente no pão consagrado. Hoje vivemos a manifestação da nossa fé em procissão, para tornar público aquilo que acreditamos”, afirma o pároco da Paróquia São Luís Gonzaga, padre Diomar Romaniv.

Segundo ele, Corpus Christi é a festa da instituição da Eucaristia e a continuidade da celebração de Quinta-Feira Santa. É quando se volta a fazer referência à Santa Ceia, momento em que Jesus transforma seu corpo e sangue em alimento e se coloca a serviço dos discípulos, no lava-pés.

“Por isso a Paróquia São Luís Gonzaga celebra este momento com todas as comunidades, em espírito de unidade e comunhão. Jesus nos deixou este memorial e nos convidou a amar uns aos outros. O amor é uma experiência comunitária”, pontua padre Diomar.

De acordo com o pároco, um sinal marcante da festa de Corpus Christi é a confecção de tapetes, quando serragem e outros materiais coloridos tomam forma e expressam pelas imagens uma verdadeira catequese. “É gratificante acompanhar as pessoas empenhadas nesta preparação. Ali estão inseridas gerações, desde as crianças até os mais idosos. Além da criatividade, os símbolos manifestam aquilo que acreditamos. É um sinal louvável e uma tradição muito significativa”, enfatiza.

Celebração

Durante a homilia da solenidade de Corpus Christi, padre Diomar fez uma reflexão sobre o Evangelho. Jesus, presente na Eucaristia, alimenta, acolhe, fala sobre o reino de Deus, cura enfermidades e envia o povo em missão, para viver da partilha e da caridade também fora da igreja.

“Durante a missa, Jesus faz conosco este caminho. Somos acolhidos nos Ritos Inicias, ouvimos sobre o reino de Deus na Liturgia da Palavra, somos tocados em nossa existência quando colocamos nossas intenções. Somos também alimentados na Oração Eucarística. E, por fim, enviados em missão, para alimentar os famintos de pão, perdão e justiça”, destacou padre Diomar.

O pároco ainda falou sobre a comunidade que, desde a tarde de ontem, se revezou na confecção de tapetes, dedicando parte de suas vidas ao serviço de evangelização, um testemunho concreto da própria fé.

Antes do final da missa, a comunidade saiu em procissão até o Convento Sagrado Coração de Jesus, na presença de Jesus Eucarístico, onde aconteceu a Bênção Final.

Integração

Membro da Comunidade Nossa Senhora Aparecida, onde atua como Ministro da Eucaristia e também integrante da Pastoral da Comunicação, Jorge Deichmann Miguel, 54 anos, participou da celebração de Corpus Christi na companhia da esposa, Silvana, e das filhas Raquel e Sofia. Além disso, ele também participou da confecção de tapetes pelas ruas, das 19h às 21h30 de quarta-feira, 19 de junho. “Deus é beleza. E produzir algo belo é se identificar com Deus. A beleza está intrínseca na Igreja e quando criamos peças de tapetes bonitas para o Senhor passar estamos oferecendo o nosso melhor”, observa Jorge.

Maria de Lourdes Klabunde, 69 anos, que participa do Movimento de Emaús e Apostolado da Oração, também esteve envolvida na produção de tapetes, das 14h às 24h de quarta-feira, na Igreja Matriz. Durante este momento, ao lado dela estava a filha Patrícia, o genro Marcelo e o neto Gabriel. “É gratificante viver algo tão lindo em família. Hoje, ao acordar cedo, minhas mãos ainda estavam pretas da serragem. Mas consegui lavar bem e amenizar a coloração. É maravilhoso servir a Deus”, garante.

João Decker, 68 anos, também passou a noite de quarta-feira na Igreja Matriz. Membro da Pastoral Familiar, ele enfatiza o envolvimento da comunidade. “É uma equipe unida, um grupo harmônico, um se doa para o outro e a beleza nasce do trabalho em conjunto”, esclarece.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões