Último assaltante do BB é condenado a pena de 29 anos de reclusão

O juiz Alexandre Murilo Schramm, titular da 2ª Vara da comarca de São João Batista, condenou o último integrante da organização criminosa que atuou na tentativa de roubo frustrado à agência do Banco do Brasil, naquela cidade, em crime registrado no dia 11 de fevereiro de 2017. A sentença fixou a pena em 29 anos de reclusão, com regime inicial fechado.

A ação criminosa demonstrou a ousadia dos integrantes que, fortemente armados, renderam e fizeram vítimas como escudo humano para repelir à aproximação da polícia. Houve confronto direto e troca de tiros contra às forças de segurança. Um delegado e um agente policial foram baleados nesta escaramuça. Na ocasião, alguns criminosos foram mortos, ainda no local, enquanto outros conseguiram fugir. 

Posteriormente, após período foragidos, acabaram presos no Rio Grande do Sul. Uma vez que as prisões ocorreram em momentos diferentes, houve sucessivos desmembramentos e o último componente do grupo criminoso foi julgado na última semana de maio, em um processo complexo, com mais de 2 mil páginas. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões