Mais de 5 mil pessoas prestigiam Camerata Florianópolis & Dazaranha

Era aproximadamente de 21h20 quando Moriel, vocalista do Dazaranha, lançou um DVD de presente para a plateia de mais de cinco mil pessoas que lotava o Pavilhão São Cristóvão, no Bairro Aymoré, em Guabiruba. Foi assim que encerrou a 6ª Festa da Integração, mais importante evento da programação de aniversário da cidade que, neste ano, completa 57 anos de emancipação.

O show Camerata Florianópolis & Dazaranha foi a principal atração da festa. Pela qualidade do espetáculo – que reúne dois dos mais importantes projetos musicais da atualidade em Santa Catarina – as expectativas eram altas. E todas elas foram superadas.

A começar pela duração do show, que foi de aproximadamente duas horas ininterruptas. Na abertura, a orquestra apresentou alguns números eruditos, sendo extremamente aplaudida. Depois, o Dazaranha entrou com tudo no palco e apresentou um repertório que mesclou clássicos dos primeiros discos lançados ainda na década de 1990, como Nossa Barulheira, Tribuzana e Salão de Festa a Vapor, até as músicas mais recentes, lançadas em 2016, como Deixa a Tartaruga Nadar e Afinar as Rezas. Tudo isso, é claro, sem esquecer do seu maior destaque, a música Vagabundo Confesso (2010) que foi cantada já no bis por um público extasiado.

Toda essa energia impressionou os integrantes tanto da banda como da orquestra. O maestro da Camerata Florianópolis Jeferson Della Rocca observa que a junção de Dazaranha com a orquestra é um projeto muito bem-sucedido que, por onde passa, executa shows muito bem aceitos pelo público. “Mas aqui, o que me impressionou foi não só a quantidade de pessoas como a energia. Todo mundo cantava junto. Muitas vezes nem em Florianópolis, que é a casa do Dazaranha, temos essa resposta do público”, aponta.

Opinião semelhante ao do guitarrista do Dazaranha Chico Martins. “Estamos com 27 anos de estrada e esse tipo de resposta é algo que a gente guarda no coração de uma maneira diferenciada. O que fica é a gratidão por esse momento. Ficamos surpresos com tudo o que aconteceu aqui. Imaginávamos que seríamos apenas mais uma atração de uma festa já tradicional. Mas o semblante das pessoas, a forma como fomos acolhidos, foi um diferencial. Percebemos que as pessoas se prepararam para nos receber. Isso foi muito gratificante”, destaca.

Essa foi a primeira vez que tanto a Camerata Florianópolis como o Dazaranha se apresentaram em Guabiruba. Os dois grupos dizem levar consigo as melhores impressões da cidade. O maestro Jeferson já conhecia o Restaurante Schumacher, onde almoçou por duas vezes a convite do maestro brusquense Edino Krieger. Chico, do Dazaranha, não conhecia Guabiruba e disse que a banda tem vontade de voltar. “Já tocamos em outras festas de prefeituras e nunca vi um prefeito ser tão bem recebido pelo público. Ele esteve junto das pessoas por todo o tempo e foi aplaudido quando subiu ao palco. Isso é um bom sinal”, destaca. “Queremos voltar aqui, com certeza”, enfatizou.

O prefeito Matias Kohler encerrou a noite fazendo um agradecimento à Camerata, ao Dazaranha, à PrismaCultural, às pessoas envolvidas na organização da 6ª Festa da Integração e principalmente ao público que prestigiou os dois dias do evento. “Este é um momento de agradecer. Foi uma oportunidade única. Vimos que esse formato para a festa dá muito certo e estamos muito felizes com o resultado”, declara.

O diretor de Turismo de Guabiruba Andrei Muller afirma ter ouvido de muitas pessoas, agradecimentos pela experiência desta noite. “Provavelmente foi a experiência musical mais marcante desta cidade. Não há gratidão maior em poder ter participado desse processo e ouvir isso do público”, agradece.

Sérgio Valle, diretor da PrismaCultural, também encerra a noite com agradecimentos. “Estou muito feliz de poder participar dessa equipe maravilhosa da 6ª Festa da Integração. Quero agradecer à Prefeitura de Guabiruba, aos patrocinadores, a todos. Meu muito obrigado por permitirem que a PrismaCultural fosse parceira da 6ª Festa da Integração”, afirma.

 

Lei de Incentivo

O show gratuito de Camerata Florianópolis & Dazaranha só foi possível graças à Lei de Incentivo à Cultura, permitindo a captação de verba para projetos culturais junto às empresas privadas que, por sua vez, deduzem o investimento de seus impostos.

É nessa parte que a PrismaCultural entra como parceira da Prefeitura de Guabiruba na organização da 6ª Festa da Integração, fazendo o contato com os patrocinadores, a captação de recursos e colaborando em outros aspectos da organização do evento.

Na próxima semana, a equipe da Prefeitura de Guabiruba deverá fazer uma avaliação da festa e do seu novo formato de organização. O que já se sabe é que a fórmula deu certo e deverá ser adotada para a próxima edição do evento que acontecerá em 2020.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

“Não se tem aglomerado de pessoas, eles ficam espalhados pela obra” salienta o presidente do Sinduscon

O então presidente do Sindicato da Indústria da Construção e do Mobiliário de Brusque e região (Sinduscon), Fernando José de Oliveira participou da programação da Rádio Cidade na manhã desta quinta-feira (02). Entre os assuntos debatidos esteve a volta do setor as atividades após o decreto do Governador, Carlos Moisés da Silva, liberando o trabalho. O setor estava paralisado em função das...
Continuar lendo...

Idoso sofre fraturas ao cair de seis metros de altura

Um homem de 60 anos de idade foi socorrido pelos bombeiros de Brusque e levado ao pronto socorro do hospital após sofrer queda de, aproximadamente, seis metros. O caso foi registrado esta manhã, por volta de 9h, no Bairro Poço Fundo. Segundo informações da equipe de socorro, ele fraturou uma das mãos e apresentava suspeita de fratura na região da bacia.  Apesar dos ferimentos, o idoso estava consciente. Ainda segundo os bombeiros, ele...
Continuar lendo...

Brusque registra 18ª morte associada à Covid-19

A Vigilância em Saúde informa a 18B morte da cidade associada ao Coronavírus. Trata-se de um homem de 64 anos, morador do bairro Santa Rita. O paciente teve o início dos sintomas no dia 5 de julho e procurou o Centro de Triagem no dia 8 de julho.  No dia 16 de julho foi internado no Hospital Azambuja e encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).  Tinha como comorbidade hipertensão arterial e histórico de infarto...
Continuar lendo...