Seminário debate o acolhimento em Família Acolhedora

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora foi tema de debate nesta quarta-feira (22) com a realização do IV Seminário Municipal de Acolhimento em Família Acolhedora. O evento, organizado pela Secretaria de Assistência Social e Habitação, mobilizou cerca de 100 pessoas no auditório da Uniasselvi.

O foco do seminário, conforme explica o secretário de Assistência Social e Habitação, Deivis Junior, foi o de mostrar os avanços da iniciativa em Brusque, bem como encorajar novas famílias a fazer parte do serviço de acolhimento.

Atualmente, Brusque tem cinco famílias capacitadas. Destas, duas estão em situação de acolhimento neste momento. “Não há nenhuma demanda represada”, comenta o secretário. “Comemoramos o fato de Brusque servir como referência neste tipo de serviço, tendo logrado êxito ao longo dos anos em todos os casos de acolhimento. Nossa missão é capacitar e dar condições estruturais a essas famílias por meio de nossos servidores, uma equipe altamente capacitada, com psicólogos, assistentes sociais, coordenação, entre outros”, explica.

O trabalho da equipe vai desde o início da capacitação para o acolhimento até o momento do desacolhimento. A iniciativa realizada em Brusque chegou a ser elogiada pelo juiz da Vara da Família, Infância e Juventude, Maycon Rangel Favareto. “O serviço sempre tem evoluído em Brusque. É uma grande satisfação ver que ele funciona e as famílias cadastradas são dedicadas e carinhosas com os acolhidos. Assim temos a garantia de um trabalho com qualidade”, comentou, durante a abertura do seminário, que contou ainda com depoimentos de famílias acolhedoras e com a palestra da Assistente Social da Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), Janice Merigo.

Janice debateu com os presentes sobre “A importância do trabalho em rede na garantia dos direitos de crianças e adolescentes em situação de acolhimento familiar”. A palestra é direcionada a psicólogos, assistentes e educadores sociais, bem como representantes do Conselho Tutelar, profissionais que estão envolvidos diretamente em situações em que, eventualmente, crianças e adolescentes possuem algum direito violado.

Participaram, ainda, profissionais de diversos municípios como Guabiruba, Botuverá, Blumenau, Gaspar, Ascurra, Rodeio, Porto Belo e Bombinhas.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Instagram deixa de mostrar número de curtidas das postagens

Usuários da rede social Instagram no Brasil perceberam ontem (17) uma importante mudança. Entre os recursos da plataforma o número de “curtidas”, também conhecidas como “likes” que uma publicação recebe, não fica mais visível para todos os usuários. O tema foi um dos mais discutidos do dia em outra rede social, o Twitter, e esteve entre os mais buscados no Google. A...
Continuar lendo...

Cão é morto a golpe de faca no bairro Águas Claras

Uma mulher de 27 anos de idade procurou a delegacia de Polícia para registrar uma ocorrência de maus tratos a um animal. Ela relata que na quarta-feira (29), fugiu de sua residência e foi para a rua, por volta das 16h30 e retornou logo em seguida com uma faca de cozinha cravada em seu corpo, conforme um vídeo gravado pela denunciante. A mulher informou que esta não é a primeira vez que ocorre maus tratos a animal na rua. Ela disse que desconfia de um...
Continuar lendo...

15ª Stadtplatzfest abre inscrições com novidades no regulamento para este ano

Estão abertas as inscrições para a 15ª edição da Stadtplatzfest que, neste ano, tem algumas novidades na organização e no regulamento. Entre elas, a parceria com a Associação Visite Guabiruba (Avigua) e a adoção de canecos retornáveis substituindo completamente o uso de copos descartáveis. “Essas mudanças devem tornar a festa mais segura, organizada e sustentável”, destaca o...
Continuar lendo...