Dia nacional de luta antimanicomial é celebrado em Brusque

Celebrado em todo o Brasil no dia 18 de maio, o Dia de Luta Antimanicomial foi marcado em Brusque com um pedágio na confluência das ruas Hercílio Luz e do Convento no centro da cidade. Mais de 50 pessoas, entre servidores, usuários e familiares do Centro Integrado de Atenção Psicossocial (CIAPS) participaram da ação que ocorreu nesta segunda-feira (20) nos períodos matutino e vespertino.

Portando faixas, cartazes e panfletos com mensagens de conscientização sobre a discriminação das doenças mentais, o manifesto foi bem recebido por motoristas e pedestres que passavam pelo local. Alguns buzinavam e acenavam em apoio, outros chegaram a parar e conversaram com os usuários.

“O objetivo dessa ação foi propor medidas e questionar a exclusão desses pacientes. É mostrar que todos podem conviver com os transtornos inseridos na sociedade. Todo mundo, em algum momento da vida pode por alguma doença mental ou ainda ter um familiar inserido nesse contexto”, comenta a Diretora de Saúde Mental, Alícia Fagundes.

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi instituído após profissionais da saúde mental, cansados do tratamento desumano e cruel dado a usuários do sistema de saúde mental, organizarem o primeiro manifesto público a favor da extinção dos manicômios durante o II Congresso Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental realizado em 1987, na cidade de Bauru/SP. Naquela manifestação, nasceu o Movimento Antimanicomial.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões