Hospital Dom Joaquim vai ampliar estrutura de atendimento

O Hospital de Dom Joaquim está buscando recursos para viabilizar a ampliação da estrutura e de serviços oferecidos à comunidade, seja através de atendimento particular, via convênios ou Sistema único de Saúde (SUS). A intenção é dispor de uma Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), algo semelhante à uma UTI.

A informação foi repassada pelo padre Valdir Prim, presidente do hospital, e pela enfermeira-chefe da unidade, Vera Lucia Civinsky, durante entrevista à Rádio Cidade na quarta-feira (8).

De acordo com o padre, que assumiu a direção do hospital em janeiro deste ano, a unidade possui pequeno superávit financeiro, quartos e apartamentos equipados com ar condicionado. A intenção é ampliar para fazer cirurgias mais complexas.

“Hoje, temos 50 leitos. Tudo em boas condições. Não tem coisas precárias. Dá de melhorar uma ou outra coisinha, mas, em comparação com o que tem por aí podemos, dizer que estamos bem satisfeitos com a estrutura que temos lá”, pontuou ele.

O hospital é aberto ao público para atendimento via SUS de segunda a sexta-feira. Aos finais de semana, os atendimentos são somente particulares ou através de convênios.

“Temos 75% dos leitos ocupados diariamente. Estamos atrás de ter essa taxa de ocupação de 100%”, destaca a enfermeira, afirmando que o hospital possui dois tipos de atendimentos: o pronto atendimento, para consultas básicas e de urgência, e o de cirurgias eletivas.

O projeto para a unidade de cuidados intermediários (UCI) depende de recursos financeiros. Na última semana, os dois estiveram em Brasília, junto com uma comitiva brusquense, para buscar formas de obter tal financiamento na esfera federal. O montante, se conseguido, vai ser usado para a ampliação do atendimento externo, bem como reforma estrutural.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões