Veterinários descartam estupro contra cãozinho roubado e abandonado

Foi descartada a possibilidade de estupro contra um yorkshire. O cãozinho de 14 anos que morreu na semana passada, havia sido resgatado depois de ter sido roubado em uma residência na BR-101, em Balneário Camboriu e abandonado em Tijucas, na última semana de março .

Anete Bittecourt, protetora de animais, foi quem socorreu o yorkshire. Foi ela quem levantou a suspeita de estupro contra o animal. O cãozinho estava com o ânus relaxado e um pouco inchado.

Segundo o jornal Diarinho de Itajaí, a hipótese foi descartada depois que veterinários que tratavam do animal, informaram que ele tomava medicamentos para dilatação da traqueia, o que deixa o ânus mais avermelhado.

Dúvidas ou Sugestões