“Vou me recolher ao anonimato por um tempo, pois meu corpo está pedindo"

Prestes a encerrar o segundo mandato como reitor da Unifebe, o professor doutor Güinther Lother Pertschy recebeu a imprensa para fazer um balanço dos oito anos em que esteve à frente da instituição. Nesta terça-feira (9), ele entrega o cargo à também professora Rosemari Glatz, que assume a reitoria pelos próximos quatro anos.

No bate papo com jornalistas e radialistas, Pertschy lembrou que deixara função no Banco do Brasil lá em 2011 para assumir o desafio de presidir uma das mais importantes entidades educacionais do estado. Gestão essa que teve atuação focada em três pilares: desenvolvimento de talentos humanos, tecnologia e novas fontes de recursos para manter a instituição.

Em 2012, unindo setores internos e externos da sociedade brusquense, deu-se início a um planejamento estratégico, com vistas a estender tais ações até o ano de 2032. A presença da universidade junto à sociedade de um modo geral foi um dos pilares.

Além destes, o reitor destacou, ainda, o processo de internacionalização da Unifebe, a implementação do ensino médio, criação de novos cursos, entre eles o de medicina. Os investimentos na estrutura dos mesmos cursos também merecem um espaço à parte, disse ele.

“Não há um curso de graduação que não possua estrutura condizente para fazer uma boa formação aos nossos acadêmicos”, frisou.

A atenção especial ao avanço da tecnologia e o ingresso no mundo digital também foi mencionado por ele. Não apenas a busca por cursos a serem oferecidos, mas da qualificação interna, da própria equipe, para poder acompanhar essa inovação.

“Cada vez mais nossos jovens nascem nesse mundo tecnológico. Portanto, precisamos estar inseridos nesses novos formatos”, pontuou Güinter.

O reitor ainda lembrou os avanços nos cursos de pós-graduação, homenagens recebidas pela instituição em níveis local, estadual nacional e internacional, o que solidificou a marca Unifebe como uma das grandes no setor de educação superior.

Pertschy afirmou que deixa a reitorias, mas se manterá próximo da instituição, fazendo o que mais gosta, lecionar. Ele refutou comentários que têm surgido nos último tempos, de que poderia vir a assumir cargos, inclusive na esfera pública.

“Vou me recolher ao anonimato por um tempo. Estou precisando disso. Meu corpo está pedindo. Quanto a qualquer outra situação, não passa de mera especulação”, frisou ele.

Além da reitoria da Unifebe, Güinther Lother Pertschy deixa o comando da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), à qual preside há um ano.

Dúvidas ou Sugestões

Traficante recém chegado em Brusque é preso pela PM

Na noite desta terça-feira (23), por volta das 20h15 a guarnição da Polícia Militar de serviço realizou a abordagem de um veículo VW/Fox, de cor vermelha, na rua São Leopoldo, bairro São Leopoldo, onde estava um homem suspeito de atuar no tráfico de drogas em Brusque. Na revista ao veículo suspeito os policiais localizaram em seu interior 76 buchas de cocaína prontas para venda, dois cheques e dois celulares. O...
Continuar lendo...

Caminhada Vale dos Milagres reúne aproximadamente 300 peregrinos

Foi um verdadeiro sucesso a 1ª Caminhada Vale dos Milagres, realizada pela Prefeitura de Brusque durante a noite desta Quinta-feira Santa. Conforme estimativas da organização, a saída da peregrinação, que ocorreu às 23h no Santuário de Azambuja, contou com aproximadamente 300 fiéis, que marcharam rumo ao Santuário de Santa Paulina, no município vizinho de Nova Trento, como uma prova de penitência e fé...
Continuar lendo...

Perseguição policial termina com motociclista detido no Centro

Uma perseguição policial chamou atenção de que trafegava pelo Centro, mais precisamente na região da Avenida Primeiro de Maio e Rodovia Antonio Heil. Um motociclista foi seguido em alta velocidade após fugir ao avistar a Polícia Militar. A perseguição começou na Primeiro de Maio. Quando ele viu uma viatura saiu em disparada. A perseguição acabou no estacionamento de uma loja às margens da rodovia,...
Continuar lendo...