Fórum mantém cobrança por ciclovias na cidade

O Fórum da Bicicleta de Brusque afirma ter mais de 500 assinaturas em favor da instalação de ciclovia no trajeto entre os bairros Santa Rita e Santa Terezinha. A afirmação foi feita esta manhã à Rádio Cidade por dois membros do grupo, Edson Hoffmann e Cristiano Cunha, em entrevista ao programa Rádio Revista Cidade.

Edson contesta o abaixo assinado que teria sido feito por comerciantes e empresários daquela região, se posicionando contra a instalação de ciclovias. O tal documento foi, inclusive, utilizado pelo governo para anunciar a não instalação do espaço para ciclistas.

“Foi uma decisão unilateral. Só um lado foi ouvido”, disse ele, em menção ao vice-prefeito, Ari Vequi.

Cristiano afirma que a presença de ciclofaixa não vai prejudicar o comércio, conforme argumentado por quem é contra.

“Um carro estacionado ocupa, tecnicamente, dois metros da via. Uma ciclofaixa ocupa 1,80 m. É importante frisar para os comerciantes que vai sobrar um dos lados da vi apara estacionamento”, pontua ele.

O grupo afirma que há um levantamento na própria Prefeitura sobre a quantidade de pessoas que utiliza a bicicleta na cidade, seja para lazer ou trabalho. Esses números seriam o argumento exato para justificar a necessidade dos espaços.

Edson disse que os estudos sobre isso já vêm de mais de 30 anos atrás. O levantamento feito pela Prefeitura teria ocorrido em 1981 e 1987.

“Vemos que esse assunto não é novo. Brusque estava disputando o pioneirismo com Joinville, mas ficou para trás. De tempos em tempos existe essa volta à conversa, mas isso já é antigo”, destaca ele, afirmando que o governo federal está exigindo os espaços dentro do Plano de Mobilidade Urbana para que a cidade receba recursos federais.

Outra crítica do grupo é quanto à retirada das taxões que estava instalados ao longo da ciclofaixa da Avenida Primeiro de Maio e Rua Florianópolis, nos bairros Centro, Primeiro de Maio e  Águas Claras.

“É um assunto que não sei o porque,  que esta trancando isso. Soa vidas que estão sendo colocadas em risco. Os taxões alertam o motorista. Qual a função do legislador? Salvar vida sou escutar apena as visão de um empresário? Ou empresários?”, questiona ele.

Dúvidas ou Sugestões