Têxteis solicitam 10% de aumento salarial

Apesar do impasse e do percentual de reajuste referente ao ano passado ainda não ter sido definido, os empregados do setor têxtil de Brusque e região iniciaram a discussão sobre o valor deste ano. Em assembleias realizadas na última sexta-feira (22), na sede do Sintrafite (Sindicato dos Trabalhadores Têxteis), eles definiram encaminhar pedido de 10% de aumento nos salários.

A informação foi dada à Rádio Cidade esta manhã pelo presidente do Sintrafite, Anibal Boettger, durante entrevista ao programa Rádio Revista Cidade. O percentual é fruto de entendimento sobre a situação atual do setor, que está saindo da crise, afirma o sindicalista.

“Temos conversado com alguns empresários e eles dizem que não têm do que reclamar. Estão produzindo e o trabalhador está colaborando”, pontua ele.

Ele destaca que o cálculo de 10% leva em consideração o acumulado da inflação no período de um ano, que em março deve fechar em 4,77%, mais o chamado ganho real, que fica acima desse valor.

Boettger disse que, apesar de a negociação deste ano ter iniciado agora e a do ano passado estar emperrada, há empresas que se anteciparam e já concederam reajuste nos ganhos dos empregados. Ele citou o caso de uma em Brusque que, já no mês de fevereiro, aumentou os salários em 5%.

Sobre a negociação do ano passado, a decisão será tomada pela justiça. O impasse foi gerado porque a classe empresarial colocou como proposta reduzir o adicional noturno de 38%, pago há vários anos aos empregados que trabalham no período noturno, para valor abaixo dos 30% ou, até mesmo, no percentual que a lei manda, que é de apenas 20%. O sindicato não aceitou e não houve avanço.

Com isso, o caso foi parar nas mãos da justiça. Este ano, em janeiro, o Ministério Público emitiu parecer em favor dos trabalhadores, mas aguarda-se a decisão do juiz sobre o caso.

“Está lá no tribunal. O impasse ficou na questão do adicional noturno. Agora é aguardar a manifestação do sindicato patronal para que possamos começar a negociar a deste ano”, pontua Boettger.

A proposta de negociação entregue ao sindicato patronal (Sifitec) possui 48 cláusulas. Com a Reforma Trabalhista, que entrou em vigor em novembro de 2017, as Convenções Coletivas de Trabalho (CCT) ganharam poder maior sobre a legislação federal.

Dúvidas ou Sugestões

Guabiruba intensifica vacina contra a Febre Amarela

A Secretaria de Saúde de Guabiruba, em conjunto com a Vigilância Epidemiológica, realizará no sábado (13), das 8h às 17h, a intensificação da vacina contra a Febre Amarela devido a baixa cobertura vacinal no município. Também serão aplicadas vacinas contra o vírus Influenza (gripe), para crianças, gestantes e mulheres que deram à luz recentemente. Os demais grupos prioritários poderão...
Continuar lendo...

André Gohr vence a prova da Subida do Morro da Cruz

O brusquense André Eduardo Gohr brilhou no domingo (24) e conquistou a tradicional prova da Subida do Morro da Cruz, em Florianópolis. Representando a equipe Funvic/Pindamonhangaba, o atleta de Brusque foi o mais rápido e venceu a prova com o tempo de 1h40min41. Vitor Teixeira (1h40m58) e Alan Maniezzo (1h41min07), ambos da equipe de Ribeirão Preto, ficaram com a segunda e terceira colocação, respectivamente.   A 31ª edição...
Continuar lendo...

Melhorias no trânsito e vacinação foram temas na Câmara de Guabiruba

Na noite desta terça-feira (9) a Câmara Municipal de Guabiruba realizou mais uma sessão ordinária, com as ausências dos vereadores Paulo Ricardo Gums, Harri Westarb Neto e Vilmar Gums, que estão na Capital Federal participando da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O vereador Haliton Kormann (MDB) voltou a falar sobre o trânsito em Guabiruba, o parlamentar solicita a melhoria de sinalização na Rua...
Continuar lendo...