Brusque apresenta pré-projeto à Prefeitura para construção da Arena Havan

Na tarde desta terça-feira (12) o prefeito Jonas Oscar Paegle, e o vice, Ari Vequi, receberam o presidente do Brusque FC, Danilo Rezini, para tratar da possibilidade de construção do estádio do Brusque no Complexo Esportivo “Chico Wehmuth”.

Na ocasião, o representante máximo da diretoria do clube brusquense entregou ao chefes do Executivo o procedimento de manifestação de interesse social, conforme edital divulgado há cerca de 30 dias no site da Prefeitura de Brusque. O prazo final para entrega dos documentos é até essa quinta-feira, 14 de março. Junto, o Brusque FC ainda entregou à administração municipal um anteprojeto do futuro estádio do clube, denominado de “Arena Havan”.

Agora, os documentos passam por uma comissão de seleção nomeada com portaria específica para análise. Depois, ainda será lançado um novo edital com as entidades habilitadas de acordo com as exigências do procedimento de interesse social, para outros trâmites administrativos que ocorrerão na sequência.

Visão da administração

Tanto o prefeito Jonas Paegle quanto o vice, Ari Vequi, enalteceram a possibilidade de construção do estádio do Brusque no espaço. Ambos lembram que, caso o clube cumpra todos os trâmites legais e o projeto seja viabilizado, haverá um incremento na economia e no turismo de Brusque. “Com certeza será um grande legado para a cidade, que ganha mais do que um complexo esportivo, mas um espaço para shows, eventos e outras atrações”, comenta Paegle. “O Brusque hoje é a sexta força do futebol catarinense, tem uma marca muito forte e o brusquense tem o futebol enraizado no sangue. Com certeza, uma obra deste porte seria referência, pois não há nada igual na região, o que atrairia muitos investimentos e oportunidades”, completa o prefeito.

O vice-prefeito Ari Vequi destaca todo o empenho da administração para dar vida ao complexo, hoje batizado com o nome de “Chico Wehmuth”, a quem Vequi destaca todo o histórico de referência no esporte. Chico, inclusive, era o presidente na época do principal título conquistado pelo Brusque, o Campeonato Catarinense de 1992. “Estamos trabalhando muito, desde o início, quando fomos atrás da documentação de toda aquela área, para que não só o Brusque FC, mas o Kart, o CTG, o Jeep Club, Motocross e outras entidades interessadas, claro que cumprindo todas as exigências de edital e processos administrativos, possam se instalar neste complexo que com certeza trará muitos benefícios para a nossa cidade”, afirma.

Vequi ainda lembra que a cessão do espaço terá contrapartidas das entidades que utilizam o local, gerando ainda benefícios diretos para a comunidade de Brusque. Além do prefeito e vice, participaram ainda da reunião o secretário de Governo e Gestão Estratégica, William Molina, além dos diretores de Gabinete, Dirceu Marchiori e Rafael Scheibel de Andrade. Pelo Brusque, o diretor de patrimônio, Marciano Giraldi acompanhou o presidente Danilo Rezini.

“Foi uma reunião muito produtiva e saímos daqui muito confiantes. Ficamos felizes pela receptividade do prefeito, Doutor Jonas, e do vice, Ari Vequi, com a confiança de que este estádio será um marco para a história da nossa cidade e do Brusque FC”, diz Rezini.

Segundo o dirigente, a ideia é cumprir todas as etapas do processo para cessão de uma área com campo oficial e de treinamento. A intenção do Brusque FC é mandar jogos no local já no ano que vem. “Claro que tudo isso ainda depende de uma série de fatores. Mas estamos confiantes em utilizar esse espaço com uma estrutura que vai colocar o clube em outro patamar, obviamente com apoio do investidor master, que é o Luciano, da Havan, mas vejo ele muito empolgado com a proposta e com tudo que uma estrutura deste porte vai trazer para a cidade. É uma pessoa que está tão motivada quanto nós para que isso se torne realidade, nos dando carta branca, inclusive, para estar aqui neste momento”, celebra Rezini.

Dúvidas ou Sugestões