Ademir Pereira assina termo de posse e é reconduzido à presidência do Sinduscon

O Sindicato da Indústria da Construção e do Mobiliário (Sinduscon) de Brusque, Guabiruba , Botuverá e Nova Trento, realizou durante a noite desta quarta-feira (27), a sua primeira reunião ordinária do ano de 2019. O encontro, que reuniu diretoria e associados, foi marcado pela assinatura do termo de posse de Ademir José Pereira, que a partir de março retorna ao posto de presidente da entidade representativa patronal para o quadriênio 2019/2022. Pereira foi eleito novamente para o cargo durante o fim de 2018. 

Na Ordem do Dia, os associados discutiram, dentre outras coisas, o calendário anual do Sinduscon, da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) e da Câmara de Desenvolvimento da Indústria da Construção (CDIC). Além disso, também foi deliberado sobre a cerimônia festiva de posse do presidente eleito, que ocorrerá no próximo dia 7 de março, na Sociedade Esportiva Bandeirante. Utilizando-se da palavra, Ademir fez um chamamento aos colegas, pedindo união para os próximos anos, em prol do setor da construção e do mobiliário. 

“Nós temos algumas metas para cumprir neste mandato”, afirma Pereira. “A ideia é dinamizar nossas reuniões com palestras e eventos que tragam assuntos da indústria. Nós também temos pela frente a missão de realizar uma pesquisa acerca do setor da construção e do mobiliário, a fim de que seja mostrado um panorama mais detalhado do que vamos enfrentar. A ideia é representar muito bem cada um dos segmentos existentes dentro do Sinduscon”. 

Fernando José de Oliveira, que cede o lugar da presidência para Ademir, comenta que sempre procurou fazer o melhor pelo sindicato, mesmo estando a frente do mesmo nos três piores anos da história recente no setor da construção civil. “Mesmo assim, conseguimos equilibrar nossas finanças. Fizemos também a melhor Fairtec de todas as edições. Sei que em alguns aspectos não pude contribuir como eu gostaria. De qualquer forma, conseguimos evoluir em diversos aspectos. Saio mais maduro e preparado para as coisas da vida. Saio com a sensação de dever cumprido”, finaliza o agora ex-presidente.

Dúvidas ou Sugestões