Brusque vence o Metropolitano com goleada histórica por 6 a 1

O clássico entre Brusque e Metropolitano no Estádio Augusto Bauer, na noite desta quarta-feira (20), terminou com a maior goleada do confronto, 6 a 1 para o Brusque, se transformando numa goleada histórica. O torcedor que assistiu a partida voltou para casa de alma lavada por testemunhar uma partida impecável do time comandado por Marcelo Caranhato.

Desde os minutos iniciais da partida o Brusque mostrou superioridade em campo e no primeiro tempo chegou a abrir 3 a 0, com gols de Jefferson Renan, Maranhão e Douglas Silva. Uma penalidade máxima cometida por Douglas Silva, aos 36’ da etapa inicial e convertida por Pirambu, reacendeu os ânimos do Metrô.

Com a expulsão e a necessidade de recompor o sistema defensivo, o técnico sacrificou Maranhão e acionou o zagueiro Ianson. O Bruscão não se abalou e manteve o mesmo padrão de jogo, dando a impressão para o torcedor que o time da casa tinha dois ou três jogadores a mais.

SEGUNDO TEMPO

Na segunda etapa o Brusque passou a explorar os contra-ataques e conseguiu marcar mais três gols, com Isac, logo aos 4’ e mostrou a proposta de manter a explosão para cima do adversário, jogando com muita disciplina tática. Jefferson Renan (2) e Weverton consumaram a goleada histórica.

O Brusque fez mais duas alterações, saindo Vitor Júnior para a entrada de Clebinho e de Isac para a entrada de Weverton. É bom lembrar que foi a primeira partida que Vitor Júnior e Isac iniciaram como titular e agradaram pelo empenho. Mas Jefferson Renan foi o escolhido pela equipe de esportes  da Rádio Cidade como o melhor em campo.

O Brusque se manteve na quinta colocação do Campeonato Catarinense com 13 pontos ganhos e no próximo sábado (23) enfrenta o Joinville, na casa do adversário, a Arena Joinville. O time brusquense terá o retorno do artilheiro Hélio Paraíba, que cumpriu suspensão automática por conta do terceiro cartão amarelo, mas volta para o próximo confronto.

FICHA TÉCNICA

Os gols

14 do 1ºT - Jefferson Renan (B)

23 do 1ºT - Maranhão (B)

26 do 1ºT - Douglas Silva (B)

36 do 1ºT - Júnior Pirambu (M)

3º do 2ºT - Isac (B)

18 do 2ºT - Jefferson Renan (B)

 

BRUSQUE/ Paulo Sérgio; Edilson, Douglas Silva, Neguetti e Airton; Ruan e Karl; Maranhão (Ianson), Vitor Júnior (Clebinho) e Jefferson Renan; Isac (Weverton). Técnico: Marcelo Caranhato.

METROPOLITANO / Igor Koehler; Tiago Araújo, Café, Romário Leiria (Persuhn) e Dudu (Bruninho); Zé Victor, Michel Schmöller e Ângelo (Thiago); Ari Moura, Ruan e Júnior Pirambu. Técnico: Abel Ribeiro.

Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque.

Arbitragem: Fernando Henrique Mirando, auxiliado por André Eduardo da Silveira e Adenilson Cardoso.

Público: 1.254 pagantes. Renda: R$ 18.250,00.

 

Dúvidas ou Sugestões

"O horário é favorável à Prefeitura e desfavorável a quem precisa do atendimento"

Na sessão desta terça-feira (12) da Câmara Municipal de Brusque, o vereador Marcos Deichmann (Patriotas) voltou a cobrar que o governo reveja os horários de atendimento ao público. Desde que assumiu, o prefeito Jonas Paegle mantém o expediente apenas à tarde, o que já vinha sendo praticado pelos dois antecessores, Roberto Prudêncio e Bóca Cunha.  Deichmann refutou o argumento de...
Continuar lendo...

PRF recolhe 30 ‘miguelitos’ lançados por criminosos

Policiais rodoviários federais apreenderam, no início da tarde desta sexta-feira (1º(, aproximadamente 30 ‘miguelitos’, artefatos utilizados para furar pneus de veículos, na BR 470, próximo a Pouso Redondo. Os ‘miguelitos’ foram jogados para furar os pneus dos veículos e, na sequência, eles realizarem assaltos aos veículos imobilizados. Motoristas que passavam pelo local identificaram dois homens em uma moto escura,...
Continuar lendo...

Dona Norma deixa a Havan e recebe homenagem especial

A manhã de sexta-feira (22) foi de emoção na sede administrativa da rede de lojas Havan, em Brusque. No local, os funcionários se reuniram para prestar homenagem a uma das mais antigas a atuar na empresa. Conforme disse na oportunidade o dono da rede, Luciano Hang, ela começou” antes mesmo da Havan”. Maria Norma Boos Venturelli trabalha com o empresário há 35 anos. A rede de lojas possui apenas três décadas. Ela...
Continuar lendo...