PRF apreende 112 kg de maconha na BR 101 em Itapema

Policiais rodoviários federais apreenderam por volta do meio dia deste sábado (19), na BR 101 em Itapema, 112 quilos de maconha.

Os agentes deram ordem de parada ao condutor de um Fiat/Uno, placas de Curitiba/PR, durante fiscalização de rotina. No entanto, o motorista não obedeceu e fugiu em alta velocidade por cerca de 500 metros. Em seguida, abandonou o veículo correndo e, até o momento, não foi encontrado.

Ao abrir o porta-malas, os policiais encontraram seis fardos contendo diversos tijolos da droga, totalizando 112 quilos. No porta-luvas, havia também um rádio comunicador provavelmente utilizado para comunicação com outros criminosos.

O veículo e a droga foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Itapema.

Dúvidas ou Sugestões

Pesquisa vai avaliar aulas não presenciais em Brusque

A Secretaria de Educação de Brusque iniciou, na quarta-feira (24), uma pesquisa sobre o andamento das atividades não presenciais. O objetivo é entender a percepção dos pais ou responsáveis pelos estudantes da Rede Pública Municipal de Ensino e a opinião sobre o retorno das aulas presenciais. O questionário aborda perguntas sobre a rotina de estudos na casa do aluno, tempo dedicado às atividades, quem auxilia a...
Continuar lendo...

Carro sai da pista, bate contra muro e despenca no barranco

Um veículo Astra saiu da pista, bateu contra o muro de uma empresa e capotou no barranco esta madrugada. Foi por volta de 5h45, no bairro Dom Joaquim. De acordo com o Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência, o motorista, um homem de 33 anos de idade, estava fora do carro, consciente e comalguns ferimentos. Ele relatou que perdeu o controle do veículo, saiu da pista e acertou a estrutura de concreto. O homem foi atendido no local e levado ao pronto socorro do...
Continuar lendo...

Prefeitura deixará de receber R$ 2 milhões do ITBI

A Prefeitura de Brusque deixou de arrecadar cerca de R$ 2 milhões este ano por conta do problema entre o Cartório de Registro de Imóveis e o setor de construção civil. O valor se deve a recursos que não entraram no caixa do município pela não arrecadação do ITBI (Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis). De acordo com o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Willian Molina, a...
Continuar lendo...