Envolvido em tiroteio em Florianópolis é sepultado em Brusque

João Augusto Anhaia, conhecido como Seco (21) foi sepultado ontem, segunda-feira (07) no Cemitério Parque da Saudade. O jovem era natural de Curitibanos, SC, residia em Florianópolis, mas como possui irmãos que residem em Brusque no bairro Dom Joaquim, o corpo foi sepultado no município. Ele foi morto ao trocar tiros com a Polícia Militar de Florianópolis na noite de domingo (06) no morro do bairro Saco Grande. As informações da PM é de que Anhaia estava foragido do sistema prisional e neste período se encontrava na Capital sendo suspeito de cometer assaltos.

O delegado Ênio de Oliveira Matos, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, que é o responsável pela investigação, informou que João Augusto Anhaia já tinha passagens pela polícia. A PM obteve informação de que estava acontecendo uma festa com foragidos do sistema prisional e assaltantes no bairro Saco Grande.

As guarnições da PM ao chegarem no local indicado, iniciou-se o tiroteio, vindo a óbito, João Augusto Anhaia. Com ele fora encontrada uma pistola 9mm. Outra informação repassada é de que Seco seria o principal suspeito de organizar ataques contra policiais militares no morro do Caju. 

Foto Perfil Facebook

 

 

Dúvidas ou Sugestões