Ânimos exaltados e acusações de traição antecedem eleição

A eleição deve ocorrer apenas na última sessão do ano, mas a escolha da nova presidência da Câmara Municipal de Brusque acirrou os ânimos nesta terça-feira (11). De acusações de traição à pressão, rolou de tudo um pouco nos debates e embates em torno do tema.

O vereador Ivan Martins (PSD) disse na tribuna que vereadores do antigo bloco de oposição estariam pressionando os demais para votar em favor de uma candidatura deste bloco, liderada por Paulo Sestrem (PRP). Ele, segundo acordo que teria sido firmado ainda em 2017, quando da eleição de Jean Pirola (PP) para a presidência, seria o eleito para presidir a mesa diretora e a casa em 2019.

“Pressão, isso nunca vi. Cada um tem o direito de fazer o que bem entender. Essa pressão articulada por alguns vereadores, realmente temos que fazer comentário negativo, sem medo nenhum.  Que vocês fizeram aqui é deselegante. Principalmente quando alguém não cumpre o que acordou”, disse ele, em referência a Sestrem, que teria descumprido o que acordara com os demais de não concorrer em detrimento de uma única candidatura.

Sestrem questionou Martins, cobrando que dissesse o que foi acordado em 2016. Mais adiante, em aparte a Jean Pirola, disse que nunca houve nenhum compromisso para que ninguém além do pepista fosse candidato em outubro deste ano.

“A política é assim. Infelizmente, a pessoas não cumprem aquilo que se comprometeram.  Aqueles que ao cumprem cobram, lá na frente, daqueles outros que têm que cumprir. Fizemos um acordo sim, dois anos atrás, e eu me senti, sim desprestigiado. Tínhamos, sim, uma conversa sobre as eleições de 2018, de que não teríamos candidato”, frisou ele, afirmando que o Partido Progressista vai votar no candidato que o governo determinar.

“Em nenhum momento foi dito que ninguém iria. Fo dito que o senhor tinha a intenção de ir e por isso o senhor queria o primeiro ano. O vereador Lima abriu e eu abri. Isso que está sendo dito aqui é verdade em partes. Em outras não”, soltou Sestrem.

Marcos Deichmann (Patri) subiu o tom contra Pirola. Os dois chegaram a trocar farpas.

“O senhor bateu na mesa lá dentro e disse que o senhor nunca apoiaria esse governo. Foi o primeiro que se debandou e foi para lá. Não venha o senhor colocar palavras nas nossas bocas. Se houve acordo que não foram cumpridos aqui, o senhor também alguma culpa nisso”, disse Deichmann.

O tal acordo previa que Pirola seria o presidente do legislativo no primeiro ano, sendo substituído por Celso Carlos Edmydio da Silva (DEM) no segundo, Paulinho Sestrem (PRP) no terceiro e Sebastião Lima (PSDB) no quarto e  último ano.

A eleição da nova mesa diretora deve ocorrer na próxima semana, quando a Câmara realiza a última sessão do ano.

Foto: assessoria de imprensa da Câmara Municipal

Dúvidas ou Sugestões

Parceria Comunitária no Jardim Maluche

A Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, iniciou nesta semana as obras para pavimentação nas ruas Francisco Sassi, Bruno Maluche e Victor Gevaerd, localizadas no bairro Jardim Maluche. O serviço é realizado por meio do programa Parceria Comunitária. Neste momento, são realizados os trabalhos de preparação, que inclui a readequação e melhoria no sistema de drenagem,...
Continuar lendo...

Operação Rodovida em SC flagra 74 motoristas embriagados em apenas seis horas

A Operação Rodovida 2018/2019 começou na tarde/noite de ontem (sexta) e madrugada de hoje (sábado) em Santa Catarina com uma intensa fiscalização, focada no combate à embriaguez ao volante, em diversas regiões do estado. Durante aproximadamente seis horas de trabalho, as ações flagraram 74 motoristas dirigindo sob efeito de álcool. A atividade envolveu 53 policiais rodoviários federais posicionados em locais...
Continuar lendo...

Guabirubense é destaque no Brasileiro de Gaiola Cross

O piloto guabirubense, Oberdan Bornhausen Kohler, de 23 anos, no começo do mês, conquistou a 1ª etapa do Campeonato Brasileiro Jeep Gaiola Cross, em Horizontina, no Rio Grande do Sul. Nem o alto custo, manutenção do equipamento e os longos 800 km de distância até a cidade gaúcha impediram o guabirubense de competir, que contou com o apoio de seus patrocinadores. O campeão da primeira etapa espera concluir as demais com uma boa...
Continuar lendo...