Basquete brusquense homenageado pela FCB

Uma festa com muitos troféus, homenagens e emoção, assim foi a noite de gala da Federação Catarinense de Basketball (FCB) com o evento Beneméritos e Melhores do Ano 2018, na noite desta sexta-feira (7). Mais de 300 atletas, técnicos, dirigentes, autoridades e familiares estiveram no Hotel Cambirela, em Florianópolis, para acompanhar a premiação dos técnicos campeões, cestinhas, profissionais de arbitragem mais atuantes e a nova turma de imortalizados no “hall da fama” da modalidade em Santa Catarina.

Os astros da festa foram os vinte Beneméritos da quinta turma que receberam a comenda da FCB e entraram para este seleto grupo que chegou à marca centenária neste ano. O momento também foi de muita emoção já que três dos seis homenageados in memoriam faleceram neste ano. O presidente da A.D. Brusque, José Eurico Frota (o Zurico), foi o orador da turma e em seu discurso falou sobre os Beneméritos que já se foram, além de destacar a história recente do basquete no estado.

“Gostaria de agradecer a todos, em especial àqueles que não estão mais aqui conosco, é um momento para comemorar, pois passamos grande parte da nossa vida dedicada ao basquete e ser eternizado é algo que nos deixa muito feliz. Eu sou do tempo da FAC (Federação Atlética Catarinense, antigo órgão que comandava o basquete até 1995) e fico feliz em ver que passamos por todo esse processo, continuamos o nosso trabalho e hoje, com todos os apoios, a FCB se tornou um dos maiores projetos esportivo-social que temos no nosso país. Me sinto honrado de estar aqui representando o grupo e quero destacar que depois de tantas derrotas e vitórias, a gente vê que o que fica são as amizades e as relações que levamos para a vida”, discursou o dirigente.

O momento também foi de celebrar uma temporada com mais de 1.000 jogos realizados ao longo de 2018, incluindo as 30 competições promovidas pela Federação. Dentro de Santa Catarina foram 12 Campeonatos Estaduais (sub-12, sub-13, sub-15, sub-17, sub-19 e adulto, todos no feminino e masculino), Master, Copa Santa Catarina e Taça FCB. Além disso, foram promovidos 13 Campeonatos Sul Brasileiro de clubes e de seleções em parceria com as federações paranaense e gaúcha, dos quais, oito títulos catarinenses vieram para SC. No total, mais de 5 mil atletas estiveram envolvidos no alto rendimento.

Em nome dos campeões, o técnico da ADIEE / Avaí, Kênyo Nunes, falou em tom bem humorado sobre a carga de jogos e emocionou o público ao lembrar de dois beneméritos ainda atuantes no basquete que faleceram em 2018. “Foram muitos jogos ao longo desse ano, muitos dias viajando, dormindo fora de casa, nem sempre conseguimos estar presentes, então sugiro que os esposos e as esposas falem direto com a Federação (risos). Na verdade, só temos a agradecer, pois eles são os grandes responsáveis por tudo isso e pela promoção do basquetebol em Santa Catarina. Por fim, gostaria de lembrar duas pessoas muito próximas da nossa comunidade que foram neste ano: o João Nicolak, nosso Nicola (árbitro de longa data e que atuava como oficial de mesa), e o Paulo Montibello (ex-técnico e presidente do Independente / São José) que foram dois grandes amigos e professores que eu muitos aqui tiveram”, completou o técnico.

Balanço de 2018

A noite marcou o fim da temporada da modalidade, o último da gestão do presidente Oscar Archer que encerra seu mandato em fevereiro. Ele foi o fundador da FCB em 1995 e está no cargo desde então. Em sua fala, o dirigente fez um balanço da gestão que se encerra e apresentou os dados e as realizações do período com investimentos de mais de R$ 12 milhões, frutos da parceria com a Trimania.

Estes valores foram empregados em diversas áreas que consolidaram Santa Catarina como uma das forças do basquete nacional. Na parte estrutural, foram 18 revitalizações de quadras , além entregas de equipamentos aos clubes, sedes para Ligas Regionais, entre outras melhorias. A formação de profissionais de arbitragem também foi um ponto destacado com a realização de cursos, a criação de um plano de carreira para árbitros, entre outras iniciativas que culminaram para a presença de profissionais do quadro catarinense nas últimas duas Olimpíadas e Copas do Mundo da modalidade.

Além disso, a assistência social tornou-se uma atividade fim da Federação com a criação da FCB Social, setor com atividades voltadas à área e que, em 2018, resultou na criação do Centro Dia da Pessoa Idosa , repasses para instituições filantrópicas e na expansão dos Núcleos Estudantis Trimania / FCB .

“Hoje não somos apenas jogo, atuamos no social, na parte técnica, na formação e capacitação de novos profissionais e arbitragem, estabelecemos novas parcerias com as instituições de ensino superior e projetamos nosso basquete nacionalmente, então era hora de comemorar essas conquistas. Foi o que fizemos nesta noite com a participação de todos que fizeram esta caminha esses anos com a gente, eles podem dizer que hoje o basquete de Santa Catarina está no lugar que merece”, falou Archer.

Ao final, o dirigente recebeu uma homenagem de seus funcionários: uma bola customizada pela Penalty, parceira e fornecedora esportiva da Federação. Em seu discurso, outro importante parceiro, o diretor executivo da SC Cap, Cinomar José Teodoro, falou da contribuição de Archer para o crescimento da modalidade. “Parece que o nome Oscar foi destinado para o basquete: o maior jogador masculino da nossa história leva este nome e aqui em Santa Catarina temos este gigante Oscar, um grande administrador que merece os parabéns por criar uma cultura tão forte aqui no estado”.

Estima-se que Santa Catarina promove anualmente mais de 3 mil jogos de basquete contando jogos de competições promovidas pela FCB, Ligas Regionais e Fesporte.

Texto: Lucas Inácio / Assessor FCB

Fotos: Carlos Pontalti / Mateus Mello

Dúvidas ou Sugestões