Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente aconteceu em Guabiruba

Os estudantes da rede pública de ensino foram maioria entre os mais de cem participantes da IV Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente de Guabiruba realizada na terça-feira, 27, na sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE). Com o tema Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento de Violências, o evento mobilizou os integrantes do Sistema de Garantia de Direitos (SGD), crianças, adolescentes e a sociedade com o objetivo de construir propostas voltadas à proteção integral de menores de idade nas políticas públicas.

Conforme o presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de Guabiruba, Marcelo Bauer, os eixos temáticos abordaram a garantia dos direitos e políticas públicas integradas e de inclusão social, a prevenção e enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes, orçamento e financiamento das políticas, além da participação, comunicação social e protagonismo desse público. “Conferir algo significa saber se está tudo bem. Se o prometido está sendo realizado. Chegou a hora de conferirmos como estão as políticas públicas”, disse Bauer, na abertura do evento.

A estudante Marcela Kohler enfatizou a importância da presença dela e de seus colegas. “Se não estivéssemos aqui outros estariam falando por nós”, pontuou. Outro estudante foi o mestre de cerimônias do encontro, enquanto crianças contempladas com do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente – FIA apresentaram canções e os projetos trabalhados nos programas.

Para o prefeito em exercício, Valmir Zirke, as propostas trabalhadas nos grupos e a escolha dos delegados para a Conferência Estadual são metas do encontro, que se destacou pela participação das crianças e adolescentes. “É a primeira vez que vejo tantos estudantes participando da conferência. Muitas vezes eles ficavam fora dessa discussão, então, parabéns aos organizadores por essa iniciativa”, frisou Zirke.

Dúvidas ou Sugestões