Brusque endurecerá punição a maus tratos a animais

Na sessão ordinária desta terça-feira (20), os vereadores de Brusque aprovaram, em segunda discussão e votação, o projeto de lei ordinária nº 31/2018, de origem legislativa. A proposição altera dispositivos da lei nº 3.426/2011, que dispõe sobre bem-estar, controle populacional e posse responsável de animais. Na prática, ela estabelece, entre outras medidas, mais rigor na punição a maus tratos contra animais.

A parte mais sensível do ser humano é o bolso, afirmou o vereador Celso Carlos Emydio da Silva (DEM), autor do projeto, dizendo que quando toca nesse ponto as pessoas tendem a rever suas posturas. A proposta dele  altera o valor de multas aplicadas em caso de maus-tratos de animais, entre outras infrações.

“Como pediatra, já atendi crianças que, por vezes, perderam seus bichos e ficaram desesperadas e deprimidas. A gente conhece perfeitamente essa ligação entre o ser humano e o animal”, reiterou.

Na tribuna, o parlamentar também se referiu ao trabalho de instituições formadas por “pessoas que dedicam tempo de sua vida à causa animal”. Como exemplo, citou a Associação Brusquense de Proteção aos Animais (Acapra), a qual apresentou diversos registros de maus-tratos no município como subsídio à proposta.

Celso enfatizou que o objetivo do PL é, de fato, penalizar os infratores. “Para que aprendam a cuidar, a vacinar e a dar bons tratos. Quantas vezes a gente vê esses seres sendo submetidos ao trabalho extremo, de forma abusiva e grotesca”, disse. “Qualquer um pode fiscalizar e denunciar, há até casos de polícia”, alertou.

Penalidades

Os valores de multas estabelecidos pela nova redação devem ser calculados com base em Unidades Fiscais Municipais (UFMs). Segundo informações da Secretaria da Fazenda do município, uma unidade referente ao ano de 2018 equivale a R$ 4,0196.

Após advertência por escrito, a aplicação será de 249 UFMs em caso de reincidência de maus-tratos que não acarretem lesão ou óbito ao animal; de 622 UFMs se causarem alguma lesão e de 1.244 UFMs quando for registrado o óbito do animal. Para abandono de cães e gatos em qualquer logradouro, área pública ou privada, será aplicada multa de 249 UFMs ao proprietário identificado.

O projeto ainda modifica a penalidade em casos de cães que transitam por vias públicas, sem o devido uso de coleiras. Bem como, em situações onde cães que ofereçam riscos não estiverem com a proteção de focinheira. Sobre a responsabilidade do proprietário em recolher fezes de equinos e bovinos conduzidos em via ou logradouro público, a multa por descumprimento é de 100 UFMs.

Por determinação do PL, as despesas com assistência veterinária e demais gastos decorrentes de maus-tratos poderão ser cobrados do infrator. A matéria irá, agora, para sanção do prefeito Jonas Oscar Paegle (PSB).

Dúvidas ou Sugestões

TJ confirma necessidade de disciplina para bar acusado de atormentar vizinhança

O Tribunal de Justiça confirmou tutela de urgência deferida pela comarca de Itajaí que reestabeleceu a necessidade de estabelecimento comercial respeitar estritamente os horários estipulados em seu alvará de funcionamento, além de exigir que alerte ostensivamente sua clientela para abster-se de praticar algazarras e promover som excessivo em suas dependências. O descumprimento das determinações implicará na...
Continuar lendo...

Carnês começam a ser entregues esta semana em Guabiruba

O contribuinte guabirubense poderá ter acesso aos carnês do Imposto Territorial e Predial Urbano (IPTU) a partir desta semana. A entrega ocorrerá a partir da próxima quarta-feira (16). Eles podem ser retirados na Escola Artur Wippel, no Centro, ou pela internet, no site www.guabiruba.sc.gov.br. No caso de quem for pegar na unidade escolar, os carnês ficarão disponíveis até 1º de fevereiro. A distribuição na escola...
Continuar lendo...

Idoso de 76 anos é esfaqueado no Azambuja

No início da tarde desta quinta-feira (29) por volta das 13h29 o Corpo de Bombeiros atendeu um senhor de 76 anos que havia sido esfaqueado no bairro Azambuja, na rua Nossa Senhora de Lourdes. De acordo com relato da vítima, ele teria sido agredido por dois homens, sendo um destes seu irmão. A vítima estava sentado em uma cadeira, com ferimento perfurante no tórax, lado esquerdo abaixo da axila. O senhor não apresentava hemorragia e os sinais vitais...
Continuar lendo...