Teatro em Guabiruba fala sobre trabalho infantil nas escolas

Um menino se muda para a casa da madrinha após a mãe adoecer. Lá, encara duros desafios. É privado de estudar e de brincar, enfrentando intensas jornadas de trabalho doméstico. Com a ajuda de uma vassoura e um espanador falantes, ele consegue se dar conta de que lugar de criança é na escola.

Esse é o enredo de uma das peças de teatro apresentadas para crianças de quatro a onze anos nas escolas de Guabiruba pelo grupo de atores Trama, de Brusque. A iniciativa da Prefeitura Municipal de Guabiruba, por meio da Secretaria de Assistência Social, Habitação e Emprego, faz parte de uma série de ações do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). Sete educandários receberam as apresentações, as quais encerraram nesta segunda-feira, 8, na Escola Reunida Municipal Cesário Reis.

Ator e Presidente da Trama, Roner Lucas Becker da Luz, esclarece como o teatro pode ajudar as crianças a compreender a situação. “Através da peça a criança pode se colocar dentro da cena, podendo conversar com pais e amigos e recebendo assim uma orientação sobre o tema’’, explica.

A assistente social responsável pelo PETI em Guabiruba, Rúbia Cristina Kormann Fischer, elucida que há diferença entre o trabalho infantil e a eventual ajuda que as crianças podem oferecer aos pais no ambiente doméstico. “Em casa temos direitos e deveres, as crianças tem direito de estudar e de brincar, mas também tem seus deveres: de compartilhar a organização, deixar seu quarto em ordem, realizar suas tarefas da escola, entre outras’’, orienta.

Mais informações podem ser obtidas na Secretaria de Assistência Social, Habitação e Emprego pelo telefone 47 3308-3105.

Descrição: https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

 

Dúvidas ou Sugestões

Bombeiro de Brusque retorna da missão em Brumadinho MG

O Corpo de Bombeiros de Brusque preparou uma recepção honrosa ao cabo De Souza em seu retorno da missão especial em Brumadinho (MG). Ele e a cachorra Zaara participaram do grupo catarinense que ficou por nove dias participando das buscas na tragédia onde realizaram buscas das vítimas desaparecidas após o rompimento da barragem de rejeitos de minérios da Vale do Rio Doce. O respeito dos colegas de farda e  emoção dos...
Continuar lendo...

Professor alega ter sido ameaçado e agredido

Um homem de 26 anos, que trabalha como professor em uma escola pública de Brusque, denunciou na Polícia Civil ameaças que teria recebido do pai de um aluno. O fato teria ocorrido, segundo ele, na manhã de terça-feira (11), semana passada. De acordo com o homem, o pai da criança chegou na unidade e o acusou de ter humilhado a criança durante a aula. Além disso, ele teria dado um soco no ombro do professor, o que causou marcas. O homem...
Continuar lendo...

Vacina contra a febre amarela está disponível na Policlínica

Depois de imunizar cidadãos da área rural de Guabiruba, as vacinas contra a febre amarela estão disponíveis na Policlínica para todos aqueles que nunca receberam a dose e tenham entre nove meses e 59 anos. Gestantes e idosos só devem procurar a vacina com recomendação médica. É necessário levar consigo a caderneta de vacinação. A doença é causada pela picada de mosquitos aedes infectados,...
Continuar lendo...