Fornecimento e taxa de água voltam ao debate em Guabiruba

Mais uma vez a questão que envolve o fornecimento de água e os valores praticados em Guabiruba foi assunto na sessão da Câmara de Vereadores. Nesta terça-feira (11), o vereador Jaime Luiz Nuss fez um comparativo das cobranças do lixo em Guabiruba e em Brusque, além de questionar a falta de água constantemente.

De acordo com o líder da oposição, no caso de utilizar a taxa mínima de água, o contribuinte guabirubense pagará R$ 46 por mês. O valor é praticamente R$ 19 mais caro que no caso de Brusque, onde o Samae cobra R$ 27,70 pelo consumo de até 10 metros cúbicos. Jaime afirmou que a comparação é injusta, ainda mais quando se coloca a qualidade do serviço prestado.

O vereador voltou a relatar diversas ocasiões em que a água simplesmente não chegou a várias residências, e citou o ex-vereador Valdeci Boiadeiro, que levava garrafas de água suja na época da Casan. De acordo com Jaime, a ideia passada pela comunidade é de levar garrafa vazia, já que a água não estaria chegando em vários dias da semana.

Líder do governo no legislativo, o vereador Waldemiro Dalbosco fez o contraponto da afirmação de Jaime. Ele reafirmou os transtornos que uma mudança causa, ainda mais quando o serviço antigo não tinha qualidade e estava há mais de 40 anos na cidade. Porém, tudo foi pensado para que aos poucos os problemas venham ser resolvidos.

Dalbosco também abordou a duplicidade de cobranças para os moradores, que têm recebido faturas em duplicidade. Ele aproveitou para salientar que toda e qualquer diferença que seja irregular será ressarcida nesse momento de transição.

A próxima sessão legislativa em Guabiruba está marcada para a próxima terça-feira (18), no horário regimental de 19h.

Dúvidas ou Sugestões

Deputado Ivan Naatz visita Brusque e anuncia recursos

Durante a sessão ordinária nesta semana, na última terça-feira (1°) os vereadores de Brusque receberam no plenário o deputado estadual Ivan Naatz (PV). Na tribuna o parlamentar colocou seu gabinete à disposição do município e avaliou que Brusque e outras cidades do Vale do Itajaí estão sem representação na Assembleia Legislativa. Naatz disse que Brusque contribui significativamente com impostos para...
Continuar lendo...

Das seis candidaturas a prefeito, cinco estão homologadas

Das seis candidaturas a prefeito de Brusque na eleição deste ano, cinco já foram aprovadas e homologadas pela Justiça Eleitoral. Uma ainda aguarda julgamento e juntada de documentos para sentença da juíza eleitoral. Foram homologadas até agora, ou seja, autorizada as prosseguir no processo eleitoral, as candidaturas de Ari Vequi (MDB), Coronel Gomes (PL), Paulo Eccel (PT), Paulinho Sestrem (Republicanos) e Guilherme Marchewsky (Patriota)....
Continuar lendo...

MPSC e Estado firmam acordo para viabilização de cirurgias eletivas

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e o Estado de Santa Catarina firmaram acordo judicial que deve garantir o repasse mensal de R$ 2,5 milhões aos municípios catarinenses com a finalidade exclusiva de financiar a realização de cirurgias eletivas. O acordo foi firmado em audiência de conciliação de uma das nove ações ajuizadas entre novembro de 2017 e abril do ano passado pelo grupo de trabalho formado pelo MP...
Continuar lendo...