Santa Catarina decreta situação de emergência

O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira (PMDB), anunciou na tarde deste sábado que decretou situação de emergência no Estado, em razão os estragos provocados pela chuva na faixa leste catarinense.

 De acordo com a Defesa Civil Estadual, já são 746 o número de desabrigados e desalojados na região. A situação é considerada mais crítica em Joinville, Blumenau, Itajaí, Brusque e na Grande Florianópolis. Há registro da morte de um homem por soterramento em Brusque, segundo informação repassada ao governo pela Defesa Civil local.

 No Vale do Itajaí, os rios ainda não atingiram o nível de alerta (que indica risco de enchente e varia de acordo com a topografia da região). Em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, o Rio Cubatão transbordou e comprometeu acessos á cidade. No Sul da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis, a situação é considerada grave.

Segundo o governador Luiz Henrique, o governo solicitou ao Exército que ajude nos trabalhos da Defesa Civil de Santa Catarina. Luiz Henrique informou ainda que já entrou em contato com o governo federal para solicitar ajuda financeira ao Estado.

Funcionários de autarquias e empresas estatais catarinenses, como a companhia de energia Celesc, também estão sendo convocados para auxiliar em casos de emergência. Todas as Secretarias de Desenvolvimento Regional do governo do Estado também estão de plantão.

Além da chuva, o vento provoca estragos no Litoral Norte, com registro de destelhamentos em Itapoá, segundo a Defesa Civil Estadual.

O vice-governador de Santa Catarina, Leonel Pavan (PSDB), fez um apelo à sociedade catarinense para que colabore com as autoridades. Pavan pediu que as pessoas não fiquem em áreas consideradas de risco.

Dúvidas ou Sugestões