Empresa responsável pela reforma administrativa deve ser conhecida nesta semana

O secretário de Governo e Gestão Estratégica da Prefeitura de Brusque, William Molina, esteve na manhã desta quinta-feira (17) participando do Rádio Revista Cidade para falar sobre a reforma administrativa que o poder público está preparando. A tendência é que a empresa vencedora da licitação seja conhecida ainda nesta semana.

Segundo Molina, o processo iniciou já há algum tempo, primeiro com a consulta a servidores municipais que têm capacidade técnica para auxiliar na montagem desse processo. Além disso, uma equipe da Prefeitura de Brusque passou por municípios próximos que também passaram por esse mesmo processo, como Balneário Camboriú e Bombinhas.

Os dois casos foram citados por Molina como exemplos de municípios que fizeram a reforma administrativa por conta própria, ou seja, apenas com servidores dentro do quadro (caso de Balneário Camboriú), ou com a contratação de uma assessoria especializada para realizar a reforma a fundo (Bombinhas).

Um dos problemas que a reforma visa corrigir na administração municipal é a duplicidade de tarefas dentro das secretarias. Ou seja, setores diferentes em secretarias diferentes que fazem o mesmo tipo de trabalho específico. O objetivo é a redução do custeio do poder público, seja no custo com funcionários ou com despesas gerais.

A partir dessa semana, os envelopes da licitação devem ser abertos. São três empresas que concorrem ao processo para auxiliar a Prefeitura de Brusque nos trabalhos. Uma delas é de Tubarão, outra de Blumenau e a última do Espírito Santo. Todas estão credenciadas e passaram por todos os prazos legais da licitação.

O prazo para que a vencedora entregue o estudo completo é de 180 dias, com a possibilidade de prorrogação de mais 60 dias. O custo mensal desse trabalho da empresa vencedora gira em torno dos R$ 35 mil mensais.

Dúvidas ou Sugestões