Fazenda fiscaliza mais de duas mil empresas em SC

Deflagrada na última semana, a operação Rhea já é considerada uma das maiores em presença fiscal nos 181 de anos de história da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina (SEF). A fiscalização realizou visitas em 2.238 estabelecimentos do varejo em 56 municípios catarinenses. No total, 12% de irregularidades foram registradas.

“O resultado foi bem maior do que o esperado. Isso demonstra a importância da presença do Fisco para regular o comércio varejista e garantir um ambiente competitivo justo e legalizado”, afirmou o secretário Paulo Eli.

A maior parte das empresas que apresentaram irregularidades utilizava o Programa Aplicativo Fiscal (PAF) desatualizado e máquina de cartão de crédito (POS) cujos destinatários são pessoas físicas ou jurídicas sem relação com o estabelecimento varejista.

Os 182 auditores, que participaram da operação da SEF, encontraram ainda irregularidades em equipamentos Emissores de Cupom Fiscal (ECF) e uso de calculadoras e impressoras não fiscais, usadas para simular documentos. Entre os estabelecimentos visitados estavam lojas de roupas, tecidos, presentes, cama, mesa e banho, joalherias, boutiques, além de mercados.

Dúvidas ou Sugestões