Pingo aumenta a pedida por reforços

Depois das derrotas para Ceará (Copa do Brasil) e Chapecoense (Catarinense), o técnico Pingo reforçou o pedido por reforços para o elenco. Se antes das duas derrotas a vontade do treinador era contar com mais um jogador, agora o pedido é para que se possível a diretoria traga entre três e quatro atletas para a sequência.

Após a derrota em Chapecó, o comandante do Brusque afirmou que o grande número de atletas lesionados, as improvisações feitas no time titular e a necessidade de recuperação no campeonato fazem com que a solicitação ganhasse mais número. O treinador reconhece que tentou solucionar os problemas com quem já estava no grupo, mas sentiu a necessidade de novos nomes.

Atualmente estão no departamento médico os atletas Bidía, Dakson, Antônio Carlos, João Carlos, Edu e Clebson. E de acordo com Pingo, as chances de algum deles estar à disposição para o jogo contra o Avaí na quinta-feira (15) é pequena. Além disso, Rafinha, França, Carlos Alberto e Ruan estão pendurados com dois cartões amarelos.

Para definir quem serão os contratados, qual o orçamento disponível e quando cada um deve chegar, uma reunião entre o treinador e a direção do Brusque acontecerá no final da tarde. A esperança de Pingo é contar com alguns deles (lesionados e contratados) já na partida de domingo (18), quando o Brusque visitará o Inter, em Lages.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso