Paixão pela liberdade e ronco dos motores


Sepultado na manhã deste domingo, dia 23,o corpo do mecânico Maximilian Juliano Cordeiro Mattozo Gusmão, 30 anos, que perdeu a vida em acidente de carro no final da madrugada de sábado, no Bairro São Luiz. A namorada e dona do carro que ele dirigia, Andréia Zeverino, 27 anos, permanece internada e não corre risco de morte.  O irmão dela, Rafael Zeverino, 18 anos, continua na UTI. Ele sofreu traumatismo no crânio e já se comunicou com familiares, o que pode representar progresso no tratamento. Paixão pelo automobilismo O mecânico Maximilian Juliano Cordeiro Mattozo Gusmão, contam amigos e familiares, tinha verdadeira paixão pelo ronco dos motores. Pertencia ao grupo dos organizadores de “arrancadões”, inclusive trabalhava no momento, no planejamento da segunda competição do gênero este ano em Brusque, que acontece em novembro.  Quando aconteceu o acidente, Maximilian e Andréia retornavam para casa, de onde saíram minutos antes para buscar Rafael Zeverino, irmão de Déia, que passou a noite no baile de calouros de uma universidade, no Clube Santos Dumont.  A legião de seguidores e amigos acompanhou o velório e continua se manifestando com intensos recados no site da Cidade, sem entender o porquê do acidente. O grupo de Maximilian organiza o segundo “arrancadão” do ano na cidade.
Dúvidas ou Sugestões