Curta-metragem aborda a equoterapia voltada a crianças

Apresentar a equoterapia como alternativa para auxiliar no desenvolvimento de crianças com Síndrome de Down, Autismo e Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), é o foco do curta-metragem documentário “Tomar as Rédeas”, produzido e gravado no Vale do Itajaí, entre as cidades de Brusque e Itajaí, por alunos do sexto período de Publicidade e Propaganda da Univali. 
 
Lançado no Facebook na última quarta-feira, 11, o filme já foi visto por mais de cinco mil pessoas na rede social. Com seis minutos de duração, Tomar as Rédeas retrata a dedicação e a superação cotidianas que envolvem a prática de equoterapia na região. 
 
“Nosso trabalho pretende compartilhar com o maior público possível conhecimentos acerca dessa terapia alternativa que vem melhorando a perspectiva de futuro de muitas pessoas”, afirma José Luiz Day, o Zeca, editor do vídeo. 
 
O objetivo dos realizadores, acrescenta Zeca, é alcançar notoriedade nacional, ampliando assim a disseminação de informações sobre o assunto. 
 
Para assistir, acesse www.facebook.com/tomarasredeas.
 
Equoterapia
 
De acordo com a Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil), este “é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência e/ou com necessidades especiais”.
Dúvidas ou Sugestões