O custo de vida em Brusque

Em Brusque, os 11 produtos que formam a cesta básica sofreram queda de preço durante o mês de setembro. São eles o leite (10,95%), farinha (1,49%), arroz (1,57%), feijão (4,05%), banana (3,50%), tomate (3,68%), óleo (8,75%), café (0,89%), manteiga (2,96%), pão (6,62%) e batata (9,29%).

Os produtos que tiveram aumento no mês durante o mês de setembro foram a carne (0,08%) e o açúcar (7,27¨%). O resultado foi uma deflação de 2,19% em Brusque, no mês de setembro. O gasto mensal para aquisição da cesta básica ficou em R$ 205,29.

Para comprar os 13 produtos, o trabalhador brusquense precisou trabalhar, em setembro, 108 horas e 50 minutos, sendo que os valores da cesta consumiram 53,77% do salário mínimo de R$ 450.

De acordo com dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-econômicos) o salário mínimo ideal para o trabalhador seria R$ 1.971,95. Além de adquirir a cesta básica, o cidadão teria direito à saúde, ao esporte e ao lazer, para uma família de dois adultos e duas crianças.

Brusque ficou na 8ª colocação em comparação com 16 capitais pesquisadas no índice do custo mensal.

 

Dúvidas ou Sugestões