Ação orientará sobre hepatites

Você costuma utilizar alicates devidamente esterilizados e ao fazer uma tatuagem, observou se as agulhas eram descartáveis? Pois alguns cuidados simples, como levar seu próprio alicate para a manicure e exigir materiais descartáveis pode evitar o contágio da Hepatite C. A doença é um dos três tipos mais comuns de hepatite, porém é considerado o pior deles. 

Com o objetivo de levar a público o conhecimento sobre a doença, incluindo os mais de 3 milhões de brasileiros portadores das hepatites B e C, que sabem que portam o vírus e os que ainda não se submeteram ao teste, assim como a população em geral, será realizada em Brusque, uma grande ação com testes gratuitos para detectar a Hepatite C.  A campanha chamada de Hepatite Zero, é realizada em todo país pela Associação Brasileira de Portadores de Hepatite (ABPH), Fundo Mundial de Hepatite (WHF) e Rotary Internacional. Em Brusque a campanha tem o apoio do Rotary, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Hospital Azambuja. “Queremos alertar a população de Brusque e da região para a importância de fazer os exames e, se o resultado for positivo, tratar a doença o mais rápido possível”, explica o médico Antônio Custódio de Oliveira Filho, que coordena a campanha na região. A ação será no próximo dia 5 de novembro, na Praça Barão de Schneeburg, durante o Sábado Fácil.

Segundo o médico, a Hepatite C é uma doença viral que leva à inflamação do fígado e raramente desperta sintomas. A maioria das pessoas não sabe que tem a doença, muitas vezes descobre através de uma doação de sangue, pela realização de exames de rotina ou quando aparecem os sintomas de doença avançada do fígado, o que geralmente acontece décadas depois.

De acordo com o Fundo Mundial para a Hepatite da Organização das Nações Unidas, cerca de 500 milhões de pessoas no mundo está infectada com os vírus para hepatite B e C, e apenas 5% delas sabem que tem a doença. No Brasil, existe cerca de 1,5 milhão de pessoas infectadas pela hepatite C, doença responsável por 70% das hepatites crônicas e 40% dos casos de cirrose, segundo dados do Ministério da Saúde. Mais de 80% dos casos mais graves de doenças do fígado, como a cirrose, o câncer e os transplantes de fígado são provenientes das Hepatites B e C.

Vale destacar que, se diagnosticada precocemente, a Hepatite C tem cura e, com a chegada de novos medicamentos ao mercado, a cura pode ser de 100%.
No caso da Hepatite tipo B existe vacina que previne e um remédio que elimina o vírus completamente, o qual deverá ser aprovado nos próximos anos.

A ação realizada em Brusque inicia às 8h, os interessados passarão por uma triagem no local e em seguida já realizam o exame gratuitamente. 

Dúvidas ou Sugestões

“O sucesso para o crime na nossa cidade é mínimo”

Além de manter o trabalho ostensivo que vem sendo referência no estado por parte da Polícia Militar de Brusque, o novo comandante do 18º Batalhão da PM, tenente-coronel Otávio Manoel Ferreira Filho, deve focar sua atuação em ações educacionais junto às escolas e retomar a realização de trabalhos preventivos junto ao trânsito.  Entre estes a retomada das blitze em parceria com a Guarda de...
Continuar lendo...

Trio é pego pela PM após tentar furtar residência

Durante a tarde deste sábado(1), a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de tentativa de furto. E o caso parou na Delegacia com a prisão de três homens que estavam em um Citroen C3 Picasso, com placas de São José. Um dos três tentou realizar um furto em uma residência na rua Pomerode, no bairro Santa Rita. Ao notar que os moradores estavam chegando, o ladrão saiu correndo, enquanto que os outros dois passaram com o carro para buscá-lo. Os moradores correram...
Continuar lendo...

SC continua com mais de 75% das praias analisadas próprias para banho

O quarto relatório da qualidade das praias catarinenses desta temporada, emitido nesta sexta-feira, 23, pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma), aponta que 76, 2%, o que corresponde a 163 pontos analisados, estão próprios para banho. Dos 75 pontos monitorados em Florianópolis, 73,3% (55) estão próprios para banho e, no interior do Estado, 79,4% (108) locais estão aptos para os banhistas. As análises foram feitas entre os dias...
Continuar lendo...