Venda de cigarros só com comprovação de maioridade

A obrigatoriedade de identificação por parte do comprador de produtos fumígenos e derivados de tabaco para comprovação de maioridade agora é lei em Santa Catarina. Oriunda do Projeto de Lei 57/2012, de autoria do deputado Jean Kuhlmann (PSD), a nova legislação sancionada pelo governador foi publicada nesta semana, na edição 20.217 do Diário Oficial do Estado.

A Lei 16.866, de 12 de janeiro de 2016, considera produtos fumígenos e derivados de tabaco os cigarros industrializados e manuais; as cigarrilhas; os charutos; o fumo picado, em rolo ou para aspirar (rapé).

Os estabelecimentos que vendem os produtos de que trata a lei devem afixar cartazes orientando os consumidores sobre a necessidade de apresentação de documento de identificação. A lei permite a utilização de RG, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), identidades funcionais de entidades de classe, certificado de reservista, carteira de trabalho e passaporte. Os estabelecimentos comerciais terão o prazo de 90 dias para se adaptarem à lei.

A lei foi sancionada com a apresentação de veto ao artigo 4º, que impõe ao Poder Executivo o dever de estabelecer, por meio de decreto, as sanções em caso de descumprimento das obrigatoriedades previstas no texto legal . "Está eivado de inconstitucionalidade, uma vez que as sanções administrativas devem ser definidas por lei formal, em razão de incidência do princípio da legalidade, insculpido no inciso II do artigo 5º da Constituição da República", justificou o governador em exercício, Eduardo Pinho Moreira (PMDB), na Mensagem 411/2016.  

De acordo com o documento, o parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) é favorável ao veto do artigo 4º porque "outorga ao governador amplos poderes para fixar sanções pelo cumprimento da lei, o que caracteriza forma disfarçada de delegação legislativa, quando as sanções em direito pátrio devem ser fixadas sempre em lei, nunca em decreto regulamentar".

Dúvidas ou Sugestões

Projeto cultural de dança gratuito nos bairros

Levar os benefícios da dança como uma atividade física e de terapia, é a ideia do “Projeto cultural de dança gratuito nos bairros”. Em entrevista ontem (26), o Rádio Revista Cidade destacou a iniciativa dos professores Miriam Bertotti e Ronaldo Teixeira. Criado há três anos, mais de 500 mulheres, jovens e adultas, vem sendo atendidas nas comunidades do Steffen no ginásio de esportes; escola João XXIII, escola...
Continuar lendo...

Mais de 50 cones já foram furtados da Secretaria de Trânsito

Desde o começo do ano, a Secretaria de Trânsito e Mobilidade de Brusque tem enfrentando um problema cada dia mais corriqueiro: o roubo de cones de sinalização. Segundo levantamento da Setram de Brusque, de janeiro deste ano até o fim de abril mais de 50 deles já foram furtados em diferentes localidades do município. Os principais problemas foram registrados em bairros como o Santa Rita, Santa Terezinha, Limeira, e, mais recentemente, um caso...
Continuar lendo...

Brusque ganha três novos servidores no IGP

Nesta quarta-feira (23), às 10h, o Instituto Geral de Perícias realizará a formatura da Academia de Perícias (ACAPE), no Teatro Pedro Ivo Campos, em Florianópolis. E a da turma de 134 novos servidores, a cidade de Brusque ganhará três auxiliares criminalísticos para incrementar o efetivo do órgão na cidade. Esses profissionais foram aprovados no Concurso Público de 2014, e foram direcionados para 31 cidades...
Continuar lendo...