Mais de dois mil formados em 2015

Na noite desta quarta-feira (25), nas dependências da Arena Multiuso, foi realizada a cerimônia de formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar. Em 2015, cerca de dois mil estudantes participaram do projeto que, em 15 anos de existência, já formou mais de 30 mil alunos em Brusque.

“Precisamos investir na criança, porque ela será um adulto no futuro e vai estar exposta aos problemas da sociedade, como o uso de álcool, drogas e a violência. Precisamos auxiliar de alguma maneira estes estudantes para que possam crescer de forma reta e sadia, se transformando em bons cidadãos”, explica o tenente-coronel da 18º Batalhão da Polícia Militar de Brusque, Moacir Gomes Ribeiro.

Segundo ele, o Proerd é um tripé, no qual trabalham em conjunto a Polícia Militar, as escolas e as famílias. “Caso algum destes atores falhe, o programa não funciona, não evolui. Então o que oferecemos é uma pequena orientação para formar pessoas melhores, com o apoio obrigatório e indispensável das famílias”, acrescenta.

Este ano, além da cerimônia de formatura, com o tradicional juramento e o hino do Proerd, os estudantes também receberam camisetas personalizadas do programa e foram presenteados com o mascote do projeto, um simpático leãozinho de pelúcia.

“Infelizmente, sozinho não se consegue muita coisa e para fazer um projeto desta grandiosidade são necessários recursos. Este ano contamos com o apoio da Unimed, que desde 2013 também é nossa aliada no projeto da Transitolândia. Hoje, além de parceiros, somos amigos desta instituição para avalizar o nosso Proerd”, salienta o militar.

O gerente de marketing da Unimed Brusque, Alexandre Fagundes, participou do evento e recebeu das mãos do tenente-corenel Gomes uma homenagem pelo incentivo ao projeto. “Estamos felizes e satisfeitos porque o Proerd é capaz de moldar o comportamento de uma criança para transformá-la em um cidadão de bem. Existem estatísticas que nos foram apresentadas e que comprovam exatamente isso: quem participa do programa tem menos envolvimento com drogas e com a violência. Além disso, é incentivada a participação dos pais como a base na educação de seus filhos e a responsabilidade por formar bem esta geração do futuro”, ressalta o gerente de marketing da Unimed.

 

Dúvidas ou Sugestões