Alesc discute o planejamento para os próximos anos com a população

A tarde da próxima segunda-feira (6) será de debate no plenário da Câmara Municipal de Brusque com a realização da segunda etapa do ciclo de audiências públicas do Orçamento Regionalizado do Governo do Estado conduzido pela Assembleia Legislativa (Alesc).

De acordo com o deputado estadual Marcos Vieira (PSDB), que preside a Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa, além de três ações que serão escolhidas para serem inseridas no orçamento do estado, a comunidade vai apontar doze prioridades para o Plano Plurianual referente aos próximos quatro anos.

Na audiência, deputados estaduais presentes usarão da palavra na abertura dos trabalhos. Em seguida, a coordenadoria do orçamento regionalizado expõe sobre o processo e como ele se dará para, depois, abrir espaço para as opiniões do público que vai estar presente. “Discutir o que é necessário, o que é importante para a região. Tudo tem que ser discutido naquele ambiente. Após a discussão, são feitas as escolhas, seja por consenso ou por eleição”, explica Vieira.

Brusque é uma das 14 cidades onde as audiências acontecerão este ano. Ao todo, serão 32 encontros, tendo como sedes, além de Brusque, os municípios de Itajaí, Blumenau, Timbó, Ibirama, Ituporanga, Taió, Rio do Sul, Canoinhas, Curitibanos, Mafra, Jaraguá do Sul, Joinville e Florianópolis.

A participação é aberta ao público. A audiência do Orçamento Regionalizado está marcada para começar às 14 horas, com prazo de encerramento às 18 horas.

O Plano Plurianual é um planejamento obrigatório que devem fazer todas as esferas de governo (federal, estaduais e municipais) para um período de quatro anos, a valer a partir do segundo ano de mandato do governo eleito nas urnas. Nele precisam constar as diretrizes, metas e objetivos de gestão. A medida está inserida no artigo 165 da Constituição Federal de 1988 e regulamentada através do Decreto 2.829, de outubro de 1998.

Dúvidas ou Sugestões